NOTÍCIAS


Viciado em álcool e pornografia é liberto ao ouvir testemunho de guitarrista do Korn


O americano Josh North cresceu se achando diferente e inferior aos outros. Caçula entre quatro irmãos, seu pai era jardineiro e sua mãe era uma vidente da Nova Era.

“Minha mãe era diferente da maioria dos pais, então eu meio que achei estranho e só queria estar no meio da multidão”, contou Josh, em entrevista à CBN News.

Com apenas 10 anos, ele começou a sair com menino mais velho para cheirar gasolina, acreditando que isso o tornaria legal.

“Eu estava tentando manter aquele sentimento de ‘Você é o cara’. Eu precisava sentir que valia alguma coisa”, revelou.

Até que o menino mais velho começou a molestar Josh. “Nunca pareceu certo. Parecia sujo. Eu tinha medo de meus pais saberem, porque eu não queria que eles pensassem que eu era uma aberração”, disse.

Caindo na armadilha da pornografia

Nessa mesma época, Josh passou a assistir ponografia. “Meu principal objetivo era ver a violência e a coisa que eu não deveria assistir nessa idade. Isso me fez sentir legal e trouxe essa adrenalina”, confessou ele.

Na adolescência, depois de superar o sentimento de inferioridade por seu peso e a acne da puberdade, Josh usou a popularidade no Ensino Médio para se sentir valioso.

“Finalmente consegui ser alguém. O que eu vivia era festejar, sair com meus amigos e ter o maior número de garotas que eu pudesse. Eu me tornei um dos adolescentes mais populares durante aquele ano e namorei uma das garotas mais bonitas da escola”, contou.

Após sua namorada terminar com ele, o adolescente não se conformou em apenas ser popular, mas desejou provar que era o melhor de todos. 

Então, Josh decidiu mudar sua vida e se concentrar apenas na música e em seu desempenho na escola.

Buscando aceitação


Josh North integrou uma banda em Hollywood. (Foto: Reprodução/CBN News).

“Percebi como a música curava e me agarrei a ela. Eu precisava sentir que valia alguma coisa. E minha maneira de fazer isso era ser melhor do que alguém. Eu não podia apenas ser como eles, eu tinha que ser melhor do que eles. Então, parei de sair com meus amigos”, relatou.

O adolescente acabou se formando no Ensino Médio com honras e foi aceito em um prestigioso colégio de música, a Berklee College of Music em Boston.

“Para mim como músico e minha identidade, essa foi a validação final. Literalmente saindo e vivendo a vida de estrela do rock”, afirmou ele.

Consumido pelo vazio

Logo depois, seus pais anunciaram que estavam se divorciando. A notícia foi devastadora para Josh, que voltou a consumir pornografia para preencher seu vazio.

“Assisti a uma cena pornô violenta que não assistia há tantos anos e trouxe essa adrenalina. Lembro-me de terminar de assistir a isso e saber que desbloqueei algo que seria forte demais para voltar e isso realmente me deprimiu e me assustou. Mesmo se eu quisesse parar, eu não poderia. Socialmente, eu estava morto. Eu não podia nem ter uma amizade”, lembrou.

Dois anos depois, ele largou a escola de música e foi para Hollywood tocar em uma banda. Mesmo experimentando a fama, Josh continuava se sentindo vazio e se tornou viciado em álcool, pornografia e sexo.

Até que depois de uma noite de farra, o jovem caiu em si e percebeu o estado miserável em que estava.

Um clamor por socorro


Transformado por Jesus, hoje Josh é líder de louvor. (Foto: Reprodução/CBN News).

“Três dias depois, acordei sentindo vergonha e culpa como nunca tinha experimentado antes. Isso estava me comendo vivo”, contou.

Então, ele clamou a Deus por socorro: “Eu disse: ‘Deus, eu preciso de ajuda. Por favor, me ajude’. E eu nem sabia com quem estava falando, só sabia que precisava da ajuda de Deus”.

Josh foi ao computador, pesquisou “testemunho cristão” no Google e encontrou a história de transformação de Brian Welch, vocalista e guitarrista da banda Korn. 

“Eu me encantei com isso. E depois que terminei de assistir, senti essa confiança e esse poder – e senti essa coisa que era literalmente o oposto do que eu estava sentindo. Eu sabia que precisava descobrir quem era Jesus”, afirmou.

Coração transformado

O jovem aprendeu sobre o Evangelho e aceitou Jesus como seu Salvador. A medida que Josh crescia em seu relacionamento com Deus, ele foi sendo liberto dos vícios que o aprisionavam. 

“Jesus começou a mudar meu coração. Uma das primeiras coisas que fiz foi jogar fora todos os meus filmes e músicas que não o representavam. Eu só queria mais dele. E eu sabia que qualquer coisa que não o representasse, eu não queria na minha vida”, testemunhou.

Hoje, Josh é líder de louvor em tempo integral, é casado e tem dois filhos, e está testemunhando sua transformação de vida em Jesus.

“Encontrei a aceitação que procurava. Eu não tenho que ser a pessoa que eu já fui. Não importa o que alguém diga, importa o que Deus diz, e a única coisa que pode preencher esse buraco é Jesus Cristo”, declarou o cristão.

 



Fonte: Guiame


13/09/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO