NOTÍCIAS


Treinador de futebol demitido por orar será reintegrado, após decisão de tribunal



Treinador de futebol do ensino médio em Washington, Joe Kennedy foi readmitido por uma decisão da Suprema Corte dos EUA, após sete anos de batalha judicial.

Desde 2015, Kennedy luta para revogar sua demissão feita após ser denunciado por fazer orações na quadra. Agora, a Suprema Corte americana decidiu a favor de Kennedy para que recupere seu antigo emprego até março de 2023, dizem documentos judiciais apresentados na terça-feira (25).

Kennedy foi afastado do cargo de treinador de futebol da Bremerton High School em 2015, por orar no meio-campo após os jogos.

Ele começou fazer orações sozinho no final de cada partida, mas, depois os alunos começaram a se juntar a ele. Segundo documentos judiciais, isso evoluiu para discursos motivacionais que incluíam temas religiosos.

O comportamento de Kennedy fez incomodou treinador adversário, que chamou a atenção do diretor e do distrito escolar, que pediu para Kennedy não fazer mais as orações. Após parar temporariamente, depois notificou a escola que retomaria a prática.

A situação atraiu a atenção da mídia e, quando Kennedy anunciou que voltaria a orar em campo, levantou preocupações de segurança. Quando ele orou depois do jogo, várias pessoas invadiram o campo em apoio.

O distrito escolar ofereceu deixar Kennedy orar em outros locais antes e depois dos jogos, ou que ele orasse na linha de 50 jardas depois que todos os outros tivessem saído do local, mas ele recusou, insistindo que continuaria sua prática regular. Depois de continuar as orações em mais dois jogos, o distrito escolar colocou Kennedy em licença.

Batalha judicial

O caso de Kennedy chegou à Suprema Corte dos EUA, que em junho deste ano decidiu a favor de que o treinador recuperasse seu antigo emprego. Em agosto, os juízes disseram que as orações pós-jogo de Kennedy em campo estavam protegidas pela Primeira Emenda. 

De acordo com os documentos judiciais apresentados na terça-feira, Kennedy deve ser reintegrado ao seu cargo anterior como assistente técnico do time de futebol da Bremerton High School até 15 de março de 2023.

O Distrito Escolar de Bremerton não pode retaliar Kennedy por “conduta que esteja em conformidade com os termos da a Ordem do Tribunal” nem interferir ou proibir Kennedy de oferecer oração, de acordo com a Suprema Corte.

O treinador cristão também tem direito a honorários advocatícios e custas, mas o distrito disse que esses honorários serão decididos pelo Tribunal Distrital dos EUA após um “processo rigoroso”.

“Neste momento, o Distrito Escolar não recebeu nenhuma documentação para qualquer quantia de honorários advocatícios”, disse o distrito na terça-feira em um comunicado.

“A extensão da cobertura de seguro para um possível julgamento de honorários advocatícios é assunto de discussões contínuas entre o Distrito Escolar e suas seguradoras.”

Kennedy e o distrito apresentarão uma proposta conjunta em 8 de novembro, detalhando a redação proposta de ambos os lados sobre as questões disputadas e o alívio concedido a Kennedy.



Fonte: Guiame


28/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO