NOTÍCIAS


Trabalhadores da lei ou da graça?



Herança é a palavra que define o legado ou patrimônio que um indivíduo pode deixar para os seus descendentes. Herança não se conquista, se apropria. Herança é desfrutar de algo que você nem plantou, mas tem gozo na colheita. Herança tem a ver com transferência de autoridade, de posse, de nome. É exatamente isso que Cristo fez por nós através da obra consumada da Cruz. Ele conquistou tudo. Ele fez tudo. Ele apenas nos incluiu como herdeiros para que pudéssemos ter acesso irrestrito.

Herdeiro não ganha nada novo, ao contrário, herdeiro descobre o que tem. Todas às vezes que um vocábulo aparece outras vezes na Bíblia, sabemos a importância que atribui para a compreensão de determinado texto. O vocábulo herança, ou similares, como por exemplo, herdeiro, aparece inúmeras vezes, principalmente no Novo Testamento. Paulo ao escrever para os Romanos, enfatiza que não somos apenas filhos, mas herdeiros e co-herdeiros com Cristo, isso significa que temos acesso a tudo aquilo que já fora conquistado por Cristo.

A diferença está na consciência e na apropriação da herança. Precisamos acostumar com a ideia de que ainda sabemos pouco sobre a totalidade da nossa herança em Deus. A consciência diária da herança que possuímos nos leva a trabalhar mais e a realizar boas obras. O equívoco é pensar que as boas obras nos dá direito a herança ou o trabalho nos isenta das boas obras. Esse pensamento errôneo não tem a ver com a graça, pois exalta a lei com base na autossuficiência.

A graça não isenta o trabalho, isenta o mérito. As boas obras não são para conquistar a herança, mas para a recompensa. Entretanto, trabalhar com o fundamento correto é transformar o peso em descanso que só Cristo pode oferecer, além de desfrutar da abundante graça diariamente. Aos que trabalham com base na meritocracia, à mercê do merecimento ou reconhecimento humano, vivem cansados e sobrecarregados, pois estes ainda não compreenderam que não é sobre conquistar, antes é desfrutar completamente da herança que está liberada por intermédio de Cristo. Trabalhadores da lei, reivindicam. Trabalhadores da graça, agradecem, pois sabem que possuem muito mais do que merecem. Um trabalha muito e sente-se fadigado, outro trabalha muito e sente-se renovado. Este é o ínterim entre a Velha e a Nova Aliança: o trabalho que não depende do esforço próprio, mas é totalmente dependente da graça de Deus.

“Mas, pela graça de Deus, sou o que sou, e sua graça para comigo não foi inútil; antes, trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo.” 1 Coríntios 15:10

Matheus Grismaldi é jornalista, escritor, missionário e assessor de comunicação e imprensa em Angola, África. Idealizador do projeto de leitura cristã “Um Clube pra Ler” com leitores de países lusófonos. Professor na Escola de Ministério Vinha Angola e faz parte da liderança na Igreja Videira.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame

Leia o artigo anterior: Sem visão, a vida perde o brilho



Fonte: Guiame


13/01/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO