NOTÍCIAS


Sobrevivente de tentativa de aborto se torna pastor: “Deus tinha um plano”



Enquanto crescia, Jack Hibbs, dos Estados Unidos, se sentia rejeitado pelo próprio pai e não tinha um relacionamento próximo com ele.

Na infância, ele desenvolveu gagueira e, por isso, não conseguia fazer amigos e sofria bullying. Assim, Jack se tornou uma criança cheia de raiva.

Na adolescência, ele soube de sua trágica história de vida. Jack ouviu, sem querer, sua mãe falando com alguém que havia tentado abortá-lo. 

“Eu estava no terceiro ano do ensino médio e realmente não me importava, embora nunca tenha esquecido disso”, revelou Hibbs, em vídeo do seu canal “Real Life with Jack Hibbs”.

Na véspera de Natal de 1957, sua mãe colocou seus dois irmãos mais velhos para dormir, ferveu um cabide de metal, se deitou no chão da cozinha e tentou o abortar.

“Felizmente, alguém veio em seu socorro e o aborto falhou”, contou Hibbs, à Calvary Chapel Magazine.

A mulher foi levada ao hospital e 21 dias depois deu à luz ao terceiro filho, em 15 de janeiro de 1958.

“Deus achou por bem me deixar entrar em um mundo onde eu não era bem-vindo”, testemunhou Jack Hibbs.

Família abandonada pelo pai

Meses antes, seu pai havia deixado a família na Califórnia para trabalhar no Alaska. Ele não estava contente por sua esposa estar grávida novamente e disse a ela que quando voltasse, não queria ver um terceiro filho em casa.

“Naquela época, minha mãe vivia com medo. Tendo dois filhos mais novos, ela basicamente cedeu à pressão. Ela tentou um aborto para acabar com aquela gravidez e acabar com a minha vida”, comentou Hibbs.

Criada em um orfanato católico no Hawaii, Jack afirmou que ela “não recebeu o cuidado e o amor de que uma criança precisa tão desesperadamente”. A mulher se casou jovem, acreditando que seria uma solução para sua vida.

Chamado desde o ventre

“Você pode pensar, ‘que história triste é essa’, mas não realmente, no sentido de que Deus tinha um plano”, ponderou Jack.

O filho, que um dia foi rejeitado, foi acolhido e evangelizado pelo pastor Greg Laurie, no final dos anos 1970. Jack entregou sua vida a Cristo e teve a vida transformada.

Tempo depois, ele se tornou pastor e plantou a megaigreja Calvary Chapel Chino Hills, em Chino Hills, que começou por meio de um estudo bíblico em casa.

Citando a passagem bíblica de Jeremias 1:4-5, que diz “Ora, a Palavra do Senhor veio a mim, dizendo: ‘Antes de formá-lo no ventre, eu o conheci; e antes de você nascer, eu o santifiquei e dei-lhe um profeta às nações”, o pastor testemunha que Deus o chamou desde o ventre”.

Pregando a valorização da vida

Como sobrevivente de um aborto, Jack prega a valorização da vida através do movimento pró-vida.

“Somos loucos por matar bebês indefesos enquanto Deus observa. É o mesmo Deus que nos ordenou a defender aqueles que não têm voz e proteger aqueles que estão destinados a serem esmagados. Isso é exatamente o que vemos na oferta do aborto”, refletiu o pastor.

Para o líder, como nação, os Estados Unidos precisa se arrepender de permitir a prática do aborto.

“Acho que para a América experimentar uma recuperação, não acho que seja outra coisa senão nos arrependermos de nossas ofertas a Moloque e voltarmos para Deus com arrependimento”, exortou.

“Acho que Deus transformaria esta nação em pouco tempo se disséssemos: ‘Senhor, por favor, me perdoe por permitir isso ou por votar em candidatos que apoiam o aborto’”.



Fonte: Guiame


27/01/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
ADORAÇÃO