NOTÍCIAS


Seis cristãs são presas na Índia durante festa de aniversário, sob falsas acusações



Na Índia, um grupo com cerca de 100 amigos de uma comunidade cristã, estava comemorando um aniversário, quando 15 membros de um grupo extremista local invadiram a festa e começaram a filmar.

Eles também recolheram Bíblias, hinários e toda literatura cristã encontrada no local. Com a intenção de denunciar cristãos, os extremistas disseram que eles estavam “realizando conversões forçadas”.

O incidente ocorreu no dia 30 de julho, em Azamgarh, na província de Uttar Pradesh. Na ocasião, seis mulheres cristãs foram presas sob o pretexto de “realização de atividades ilegais”. 

‘As cristãs não tiveram direito à fiança’

De acordo com o jornal The Wire, o autor da queixa, Singh, afirma que as mulheres estavam enganando os outros com dinheiro. “Elas ergueram as mãos para o alto, como Jesus fazia e tentaram converter outras mulheres”, disse o extremista.

Depois, ele tentou alegar que “não era uma festa de aniversário, mas apenas uma desculpa” e tentou empurrar a literatura cristã que recolheu para ver se servia como prova contra as mulheres. 

Das seis cristãs que foram presas, uma é deficiente física, outra é viúva e as demais vivem num contexto de extrema pobreza. A lei prevê prisão de 1 a 5 anos com uma multa mínima de quase 200 dólares por “conversões forçadas”.

No caso de conversão de menores e mulheres, a lei estipula de 3 a 10 anos de prisão. Devido à seriedade das acusações, as cristãs não tiveram direito à fiança.

Situação da Igreja na Índia

Atualmente, os cristãos indianos enfrentam sérios riscos por seguirem a Jesus — agressões brutais, oposição intensa, assédio, prisão e até morte iminente.

Em muitos Estados, as conversões e as práticas do cristianismo são totalmente proibidas.

Por conta do cenário extremamente violento e injusto, membros da ONU estão se preparando para uma reunião que vai acontecer em novembro deste ano, a fim de revisar o histórico dos Direitos Humanos na Índia. 

“A mobilização aconteceu por causa do relatório sobre deterioração da situação das minorias, como os cristãos, no país”, explicou a Portas Abertas. A organização pede orações para que os seguidores de Cristo sejam protegidos e permaneçam firmes em sua fé. 



Fonte: Guiame


19/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO