NOTÍCIAS


“Quanto mais longe de Deus, mais sua vida é conforme o padrão do mundo”, diz Paulo Mazoni


“Você quer realmente ser mudado?”. Essa foi a pergunta feita pelo pastor Paulo Mazoni, líder da Igreja Batista Central de Belo Horizonte, durante sua ministração na conferência Voz dos Apóstolos na tarde de quarta-feira (5).

O pastor observou que a maioria das pessoas com quem ele conversa revelam um desejo por mudanças em sua vida. 

“Dê uma olhada ao redor e você verá a quantidade de dinheiro que está sendo aplicada em desenvolvimento comportamental, treinamento profissional, melhoria de relacionamentos e academias. É impressionante ver como as pessoas têm investido dinheiro para experimentar algo novo”, disse ele.

“Há gente acreditando que se trocar o cônjuge, vai ser mais feliz e realizado. Há gente querendo cidadania italiana ou um green card americano, acreditando que se morar em outro país, terá uma vida nova”, acrescentou.

Como pastor, Mazoni diz que ama ver vidas transformadas e que esta é a essência do cristianismo. “Jesus veio para nos salvar e nos proporcionar uma vida abundante. Eu te garanto que Deus te ama do jeito que você é, mas Ele quer te ver melhorando e florescendo em cada área da sua vida.”

Porém, a grande pergunta é: como eu posso ser transformado? A resposta de Mazoni é simples: renovando a mente!

“Antes de experimentar uma mudança em sua vida, a sua maneira de pensar deve ser transformada. Deve haver uma mudança na forma como você enxerga a si mesmo e a Deus”, disse ele.

O pastor então citou Romanos 12:2, que ensina a não viver “conforme os padrões deste mundo, mas deixar que Deus os transforme pela renovação da mente”.

“Quanto mais longe você ficar de Deus, mais a sua vida vai ser conforme o padrão deste mundo. Você que escolhe. Quanto mais perto de Deus, mais a sua vida vai ser transformada”, destacou.

A responsabilidade da mudança é sua

Mazoni alerta para o erro de culpar a todos pelas crises e problemas, mas não a nós mesmos.

“Se você quer experimentar mudanças na sua vida, a primeira coisa que você deve fazer é procurar um bom espelho e ter uma conversa franca consigo mesmo. O que está te limitando? Quais escolhas você tem feito? Em geral, nós estamos fechando os céus sobre nós por causa do nosso medo, por causa do nosso preconceito, por causa da nossa teologia e por causa do nosso orgulho”, avalia.

O pastor destaca que o Senhor nos deu a salvação, mas é preciso viver um romper.

“Cristo já fez tudo por você. Ele já fez de você a luz do mundo. Além disso, ele já te abençoou com todas as bênçãos nas regiões celestiais. Sua vida pode fazer toda a diferença, você pode iluminar o mundo inteiro. Mas por que você não está brilhando? Porque está faltando um detalhezinho: um pauzinho de fósforo.”


Pr. Paulo Mazoni na conferência Voz dos Apóstolos 2022. (Foto: Global Awakening Brasil)

É preciso ter a chama acesa

Mazoni também compartilhou um pouco de sua experiência. “Um dia Jesus me salvou, Ele me fez a luz do mundo, Ele me abençoou com toda a sorte de bênçãos, mas eu não brilhava. Eu tinha uma vida sem fruto, uma vida sem pertencimento, eu não tinha liberdade espiritual, eu não tinha coragem de crer”, contou.

“Eu me sentia culpado moralmente, porque minha vida pública não era igual a minha vida privada. Eu tinha pecados que eu não conseguia vencer. Eu não me sentia verdadeiro. Eu já era pastor, mas eu pregava teorias da Bíblia que eu não via acontecer. Eu falava sobre línguas e não falava em línguas, eu falava sobre curas e não via curas”, continuou.

Seu ponto de mudança foi em Toronto, no Canadá, em um culto de avivamento com o pastor Randy Clark que, segundo ele, “tem um ministério de dar ignição a igrejas”. 

“Eu estava sentado no último lugar e quando faziam apelos, eu não ia. O fundo era mais confortável. Havia ali um ambiente de festa, mas era uma festa que eu não vivia. Eles davam testemunhos que eu não dava. Até que eu não aguentei mais, eu ‘caí em si’. Eu dei um passo e cheguei diante do Senhor: ‘Deus, acende a minha vida’. E a chama nunca mais apagou”, compartilhou.

A mudança depois disso foi nítida: “Eu, que vivia cansado, sou cheio de energia e fé. Eu, que não gostava de orar, tenho pessoas batendo na porta me pedindo para parar. Eu não ganhava almas para Jesus, agora é tão fácil falar. Isso aconteceu porque Ele me acendeu.”

“E sabe por que acendeu? Porque eu decidi mudar”, concluiu.

Sobre a Voz dos Apóstolos

A Voz dos Apóstolos já acontece há 20 anos nos Estados Unidos, com a proposta de reunir os “generais da fé” dos dias modernos a fim de transmitir ensino, capacitação e unção.

No Brasil, a conferência está em sua 2ª edição, de 5 a 8 de outubro, na Igreja da Cidade, em São José dos Campos (SP).

Além de Randy Clark, idealizador do encontro, haverá preletores brasileiros como Carlito Paes, JB Carvalho, Abe Huber e Paulo Mazoni. Entre os internacionais, estão Leif Hetland, Tom Jones, Katherine Ruonala, Kim Maas, William Wood, Charity Cook, Richie Seltzer e Brian Starley.



Fonte: Guiame


06/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO