NOTÍCIAS


Protestos no Irã “não vão parar”, diz evangelista



Mesmo depois das execuções de manifestantes contra o governo islâmico do Irã, não há indícios de que a agitação nas ruas vá parar tão cedo. 

“Há muita raiva. Os jovens estão com raiva e querem sair, gritar e protestar”, diz Nazanin Baghstani do Heart4Iran, um ministério de evangelização que atua no país.

Nazanin explica que, cruelmente, o Irã tem como alvo o Ocidente e tem usado a morte de prisioneiros políticos como moeda de troca, ou seja, se o Ocidente não retirar as sanções ao país, os líderes vão continuar matando pessoas inocentes. 

Por exemplo, há dois dias que Alireza Akbari, um cidadão britânico-iraniano, foi condenado à morte por espionagem para o Reino Unido. O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, disse que sua execução foi um “ato insensível e covarde, realizado por um regime bárbaro”, de acordo com a BBC News. 

Movimento significativo

O Irã vem sendo acusado, inclusive pelas Nações Unidas, de “armar” os enforcamentos daqueles que foram condenados à pena de morte. Mas os cidadãos iranianos estão cientes das manobras do governo.

Sobre o atual movimento de protestos e declarações de pessoas indignadas, Nazanin classifica como “o movimento mais significativo” que já houve no país, para ameaçar o regime do Irã desde 2019.

Conhecido como “novembro sangrento”, a polícia matou 1.500 manifestantes antigovernamentais, em novembro de 2019, conforme lembrou o evangelista.

“Em comparação com esse levante, os protestos de hoje têm chance de sucesso”, afirmou ainda. 

‘As pessoas estão unidas pela liberdade’

Nesses protestos, conforme destacou Nazanin, “as pessoas estão unidas e todos querem a mesma coisa”.

“Eles não querem reforma. Eles querem que o regime entre em colapso e lhes dê liberdade total”, disse ainda.

“Medo e raiva são dois lados da mesma moeda no Irã. O governo invade as casas e tortura as pessoas. E com isso, o medo está paralisando alguns. E o medo é uma coisa horrível”, considerou. 

O evangelista contou que existe um call center da Heart4Iran que oferece a esperança e a paz de Cristo. “Quando eles ligam, damos força a eles; nós os encorajamos”, concluiu.



Fonte: Guiame


17/01/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
SUPER GOSPEL