NOTÍCIAS


Polícia indiana prende pastores e noivos em recepção de casamento



Um pastor da Igreja Assembleia de Deus, na Índia, organizou uma recepção em sua própria casa, para a realização do casamento de sua filha. 

Durante a cerimônia, porém, a polícia invadiu o local e confiscou Bíblias e outros itens cristãos, alegando que a reunião era um “programa de conversão”. 

O pastor explicou que era apenas uma recepção de casamento para sua filha e genro, mas a polícia ignorou seus apelos e prendeu tanto os pastores quanto os jovens recém-casados. 

Testemunhas disseram à International Christian Concern (ICC) que 9 pastores já foram presos sob falsas acusações de atividades de conversão em Azamgarh, no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia.

Violência de nacionalistas hindus

Normalmente, a prisão injusta de cristãos, na Índia, é impulsionada após nacionalistas hindus radicais pressionarem a polícia.

No relatório feito pelas autoridades policiais — Primeiro Relatório de Informação (FIR, na sigla em inglês) — foi registrado que os cristãos foram enquadrados sob a draconiana lei anti-conversão do estado. 

“Estes dias são dias muito desafiadores em nosso estado. Mais de 200 igrejas foram fechadas nos últimos meses e 52 pastores e cristãos estão nas prisões em todo o estado de Uttar Pradesh”, disse um líder cristão local à ICC.

Dias difíceis para os cristãos

O líder disse ainda que o cristianismo enfrenta momentos difíceis: “É um desafio para os cristãos se reunirem para adoração. A prisão de 9 pastores prova que não temos mais essa liberdade”. 

Outro líder disse ao ICC: “Os cristãos vivem sob o medo de serem alvejados e atacados sem motivo, e a polícia só precisa de uma denúncia para agir e nos mandar para a prisão sob a lei anticonversão”. 

O United Christian Forum (UCF) divulgou, recentemente, um relatório detalhando o crescimento exponencial da perseguição cristã nos últimos anos. 

O relatório disse que a violência contra os cristãos indianos está em alta. Este ano ocorreu o maior pico de incidentes em toda a Índia. Uttar Pradesh foi o estado mais crítico, com 149 ataques contra cristãos. 

Sobre as leis anticonversão

“As leis anticonversão da Índia não são um meio de proteger a liberdade religiosa, mas sim um mecanismo para o governo oprimir e punir as minorias religiosas”, disse o presidente da ICC, Jeff King.

“Nossos irmãos e irmãs indianos estão enfrentando níveis crescentes de perseguição desde a adoção dessas leis. A Índia afirma ser a maior democracia do mundo, mas viola descaradamente os direitos humanos. Oramos pela resiliência contínua da Igreja indiana e pelo fim da injustiça”, concluiu. 



Fonte: Guiame


01/12/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
ADORA TOP