NOTÍCIAS


Polícia chinesa tortura cristão idoso por 24 horas



O “irmão Wang”, como é conhecido na Igreja da Abundância, na China, foi preso por policiais disfarçados, na manhã do dia 1º de março. 

As autoridades chegaram com um veículo não policial ao seu local de trabalho e o levaram a um pequeno hotel. Wang teve as mãos e os pés amarrados a uma cadeira, onde começou a ser ameaçado.

De acordo com notícias do China Aid, o objetivo dos policiais era forjar acusações contra os pastores da igreja que já estão presos. 

Por se negar a dizer qualquer palavra contra seus líderes, Wang foi torturado durante 24 horas. Mesmo assim, ele não traiu a liderança. 

Mais detalhes sobre a tortura

Amarrado à cadeira, o irmão Wang foi violentamente atacado, sem poder dormir, comer ou beber água. 

Enquanto isso, sua família, que estava preocupada com seu sumiço, o procurava em todos os lugares, até que decidiram chamar a polícia.

Foi quando souberam que Wang havia sido levado por oficiais de segurança nacional do Departamento de Segurança Pública de Chanba. As autoridades libertaram Wang na manhã de 2 de março. 

Perseguição à Igreja na China

relatos de outros cristãos, membros da Igreja da Abundância, que foram torturados enquanto a igreja era investigada. 

No dia 17 de agosto de 2022, a Delegacia de Polícia de Xi’an Shilipu prendeu três pessoas sob a acusação de “fraude”.

Os pastores Lian Changnian e Lian Xuliang, seu filho e Fu Juan, que é membro da igreja foram mantidos sob “prisão domiciliar” num local determinado pelas autoridades chinesas. 

Suas famílias não receberam avisos ou atualizações sobre eles até seis meses depois. Os três foram torturados durante o confinamento.

Cristãos chineses pedem orações

De acordo com o China Aid, é comum na China continental que oficiais de segurança nacional e policiais infrinjam leis, abusem do poder e violem as leis de direitos humanos.

Os problemas são graves em algumas regiões e Shaanxi é uma delas. “Mas, a Igreja da Abundância de Xi’an acredita que Deus é bom”, disse um líder cristão perseguido no país. 

“Estamos dispostos a nos sacrificar pela nossa fé em Jesus e estamos intercedendo para que a justiça de Deus se manifeste entre nós”, concluiu. 



Fonte: Guiame


16/03/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
SUPER GOSPEL