NOTÍCIAS


Pesquisador diz que a oração impacta o cérebro dos jovens: “Religião faz bem”



Um pesquisador dos Estados Unidos concluiu que a felicidade e saúde mental estão vinculadas a uma vida de oração e conexão com Deus. Com isso, ele conclui que “a religião faz bem”.

Em um estudo feito com jovens de 13 a 25 anos, o Dr. Josh Packard, diretor executivo do Instituto de Pesquisa Springtide concluiu que a religião traz benefícios comprovados para as pessoas.

“Aqueles que oram mais tendem a florescer mais em todas as áreas, incluindo a saúde mental”, disse o Dr. Josh Packard à Faithwire. “Se você é uma pessoa que acredita em algum poder superior e tem uma conexão com esse poder superior, geralmente está florescendo mais do que seus colegas.”

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, quase 22% dos jovens adultos, entre 18 e 44 anos, receberam tratamento de saúde mental em 2021. A taxa era de 19% em 2019.

Ao mesmo tempo, pesquisadores do Pew Research Center indicam que 31% dos cristãos deixam sua fé ou sua igreja antes de completar 30 anos.

Packard acredita que a diminuição da fé entre jovens adultos e o aumento de doenças mentais estão relacionados.

“Os jovens estariam melhores se tivessem uma conexão com algo maior do que eles mesmos”, disse o pesquisador. “Mas também acho que muitas instituições e líderes religiosos fariam bem em levar a saúde mental em consideração, para que a fé e a crença pudessem fazer parte da abordagem geral da saúde de alguém”.

Embora muitos jovens estejam sendo influenciados por uma cultura secularizada, o Dr. Packard observa que a maioria continua em busca de um sentido maior para a vida.

“Vemos muito desejo da Geração Z de embarcar nessas conversas sobre significado e propósito: ‘Por que estou aqui na Terra?’”, disse ele. “Então, o desejo não foi embora. O assunto não foi embora.”



Fonte: Guiame


09/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO