NOTÍCIAS


Pastor prega em aldeia e índios aceitam Jesus: “Os campos estão maduros”


O pastor Joel Engel esteve no início de julho na Ilha do Bananal, no estado de Tocantins, que desde antes da descoberta do Brasil é habitada por índios. Foi a primeira vez que o pastor fez uma visita a tribo Karajá.

“Foram tremendas as coisas que aconteceram lá. Meu coração se encheu de alegria de poder levar a Palavra de Deus a toda uma nação indígena, em apenas um dia”, compartilhou Joel Engel durante um culto nesta terça-feira (26).

Engel foi convidado pelo cacique-chefe da tribo, Fernando, para estar na aldeia, cercada pelo rio Araguaia. Ele chegou sendo recepcionado por 55 jovens índios, que o encontraram expressando grande alegria.

Em seguida, o pastor foi levado a se reunir com cerca de 54 líderes locais, onde teve a oportunidade de orar e pregar o Evangelho. “Somente em uma reunião, dezenas aceitaram Jesus”, testemunhou Engel. 


Joel Engel pregou a líderes indígenas da tribo Karajá. (Foto: Ministério Engel)

“A gente pensa que esse povo está tão longe, separado e inacessível. Mas eles me receberam com muito amor. Como Jesus disse, os campos estão maduros, os ceifeiros é que são poucos”, observou o pastor.

O vice-cacique Sidney explicou ao pastor que os jovens índios estavam sendo capacitados como guias turísticos, em um projeto de abertura da aldeia para os brasileiros interessados em conhecer sua cultura.

“Agradeço a Deus por ter aberto as portas e enviado um profeta em nossa aldeia”, disse ele ao pastor. “Hoje é o começo. Capacitamos 55 jovens como condutores de turismo e essa é a primeira visita que estamos recebendo alguém com a intenção de nos abençoar.”

Na aldeia, Engel participou do costume tradicional de pintar o corpo e desenhou uma Cruz em seu peito. Ao perguntar a Denis, um jovem índio, o que ele achava que a Cruz significava, ele respondeu: “Essa Cruz significa um mensageiro.”

“Essa Cruz fala da morte de Jesus”, disse o pastor na ocasião. “Então, quando verem isso, eles vão entender.”


Joel Engel e importante cacique da região. (Foto: Ministério Engel)

O pastor Joel Engel buscou dar continuidade às sementes lançadas em sua visita. “O cacique topou a ideia de levarmos a Palavra de Deus para as aldeias, porque há muitos índios jovens se drogando”, relatou.

Desde então, Engel tem enviado meditações bíblicas aos líderes locais através de um aplicativo de mensagens. “Eles ficaram muito felizes e me receberam como um enviado de Deus. Foi emocionante!”, relatou.


Joel Engel ao lado do cacique da aldeia. (Foto: Ministério Engel)

Falando à sua igreja, no Rio Grande do Sul, Engel fez uma reflexão: “O verdadeiro sentido da palavra Evangelho é Boas Notícias. Você recebeu o Jubileu e agora deve anunciar àqueles que não receberam. Antes de qualquer título que eu possa ter, eu sou proclamador do Jubileu. E o que é anunciar o Jubileu para as nações indígenas? Fazer missões.”

Veja o culto completo com o relato de Engel:



Fonte: Guiame


28/07/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO