NOTÍCIAS


Pastor e três cristãos são mortos a tiros por extremistas no Sudão



Um pastor e outros três cristãos foram mortos a tiros por extremistas islâmicos no mês passado, no Sudão.

De acordo com o Morning Star News, os quatro homens estavam em viagem a caminho de sua cidade natal Um Durein e dormiam em um hotel em Kadugli, no estado de Kordofan do Sul, em 23 de janeiro.

Durante a madrugada, homens armados foram até o local e atiraram contra o pastor sudanês-americano Ibrahim Kandr, Ismail Osman, Bashir Almaak e Ayoub Ibrahim.

Segundo um líder local, que não foi identificado por razões de segurança, é provável que os radicais islâmicos, que monitoram os movimentos dentro e fora da cidade, tenham visto a equipe do ministério chegar à noite.

Outras quatro pessoas, que estavam acompanhando os cristãos na viagem, ficaram feridos durante o ataque

A comunidade cristã no Sudão lamentou a morte trágica dos quatro homens nas redes sociais.

“Minhas condolências à família do servo de Deus Ibrahim e às demais vítimas”, escreveu um cristão chamado Komi.

Perseguição no Sudão

Após dois anos de avanços na liberdade religiosa no Sudão com o fim da ditadura islâmica em 2019, autoridades voltaram a perseguir os cristãos desde o golpe militar de 2021. 

Segundo a Christian Solidarity Worldwide (CSW), autoridades ameaçaram os líderes da igreja que vivem em campos de deslocados internos, afirmando que seriam acusados ​​de apostasia se continuassem a se reunir para orar.

“Quando os líderes protestaram, citando as mudanças legais feitas no governo de transição, eles foram informados de que o golpe havia mudado a situação legal”, disse a CSW.

Antes e depois do golpe militar do ano passado, os seguidores de Jesus continuaram sendo perseguidos. O Sudão permaneceu em 10º lugar na Lista da Perseguição 2023 da Missão Portas Abertas, de países mais difíceis para ser um cristão.



Fonte: Guiame


09/02/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
MIX GOSPEL