NOTÍCIAS


Pastor diz que comunismo não conseguiu parar igrejas: “Cuba está repleta do Evangelho”



O governo comunista em Cuba, estabelecido por Fidel Castro, era ateu e prometia expulsar o cristianismo da ilha. Há mais de 60 anos, os cristãos se esconderam em prisões secretas pela perseguição desencadeada pelas normas do governo.

Porém, líderes da igreja cubana dizem que a igreja permaneceu fiel: “Os cristãos estão em Cuba, em muitas escolas, em prisões secretas e em todos os municípios da ilha. De leste a oeste, de norte a sul, Cuba está repleta do evangelho”.

À medida que o conhecimento do evangelho aumenta em Cuba, também aumenta a insatisfação do governo.

Segundo a organização cristã Voice of the Martyrs, um pastor cubano foi informado por um alto funcionário da ONU que ele poderia pedir ao Papa, ao presidente dos Estados Unidos e ao líder de Cuba para intervir na perseguição aos cristãos. 

“Não estamos pedindo que a perseguição seja removida, só queremos que as pessoas orem para que permaneçamos fiéis”, disse o pastor.

Ataque à igreja do pastor David

De acordo com o Voice of the Martyrs, em 10 de março de 2020, um grupo de homens com marretas tentou saquear a igreja do pastor David.

“Eles queriam demolir a igreja e tudo que tinha dentro. Começaram a esmagá-la com suas marretas de 10 quilos. Eles chegaram enquanto a igreja estava fechada, esperando que ninguém tentasse impedi-los de destruir tudo”, contou o pastor.

David e outros líderes da igreja correram para o local e conseguiram parar a  demolição antes do telhado desabar. 

“Você pode imaginar a tristeza que todos nós tivemos. Depois de muitos anos de sacrifício para poder construir uma igreja humilde e como eles a demoliram injustamente”, disse o pastor emocionado.

Após o ataque, só o telhado da igreja permaneceu intacto e mesmo assim a congregação continua se reunindo para cultuar a Deus. Eles se encontram nas varandas e nas cozinhas, nos campos e sob as árvores e batizam os novos crentes. 

“Apesar de tudo a congregação continua crescendo cada vez mais”, afirmou o pastor David.

Relatos sobre a perseguição em Cuba

Em 2021, a igreja de outro pastor cubano que estava estabelecida há 17 anos, sofreu o mesmo ataque que a congregação do pastor David. O governo enviou uma escavadeira para nivelar completamente o prédio da igreja. 

Embora o prédio tenha sido destruído, os membros da igreja continuaram a se reunir todos os dias sob um teto temporário no local da igreja e se alimentavam de cascas de arroz, na esperança de persuadir o governo que os pressionava diariamente a mudar de opinião.

Outro pastor, desafiou corajosamente as autoridades que o pressionam regularmente para interromper as atividades da igreja. “Eu exijo que eles mostrem qual lei eu quebrei”, disse ela. Como as autoridades nunca citaram uma lei específica, ela continua seu trabalho ministerial. 

Outros pastores cubanos enfrentaram pressões mais alarmantes. Dois estão presos há mais de um ano e outro teria sido torturado como um “criminoso contrarrevolucionário”. Ainda assim, os esforços do Partido Comunista para destruir as igrejas em Cuba com marretas, escavadeiras e prisões continuam falhando.



Fonte: Guiame


02/02/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
ADORAÇÃO MÁXIMA