NOTÍCIAS


Organização cristã ajuda mulheres a deixarem prostituição, em Atenas


A prostituição é uma atividade legal em Atenas, cidade onde existem cerca de 800 bordéis operando. No entanto, apenas um terço deles é legalmente registrado, o que leva trabalhadoras do sexo não registradas a enfrentarem muitos perigos adicionais, incluindo abusos e doenças.

Com a pandemia da Covid-19, as coisas ficaram mais difíceis para as essas mulheres devido ao bloqueio na Grécia. Essa condição, abriu portas para que instituições ajudassem na qualificação dessas trabalhadoras na capital.

House Damaris ajuda a profissionalizar mulheres ensinando trabalhos manuais. (Foto: Facebook Community House Damaris).

Assim, a organização cristã AMG International, que opera uma casa segura em Atenas para ajudar as mulheres a deixar o trabalho sexual, começou a qualificá-las em trabalhos manuais para geração de renda para elas.

“Uma missionária grega chamada Dina é esposa de um pastor associada à AMG há muitos anos”, diz Brian Dennett da Community House Damaris (CHD). “Ela começou esta instalação como uma resposta aos anos que passou visitando e testemunhando nos bordéis do centro de Atenas.”

Casamento

Muitos testemunhos de mudança de vida surgem na Community House Damaris na Grécia.

Em 2018, Zuri*, uma sobrevivente do tráfico humano, foi encaminhada para a House Damaris. Nascida na África, ela tinha sido traficada na Turquia e estava cética se sua esperança, de um novo futuro, poderia ser restaurada.

Mas depois de completar o programa de dois anos na House Damaris, Zuri conseguiu viver independente. Alguns anos depois de completar o programa, ela conheceu um homem cristão que trabalhava numa universidade local. Eles ficaram noivos e se casaram recentemente.

Casamento de vítima de tráfico humano, resgatada na Community House Damaris na Grécia. (Foto: Facebook Community House Demaris).

O trabalho missionário da House Damaris causou um impacto tão grande em Zuri, que ela lhes pediu para fazer parte do seu casamento. “Estamos muito gratos pela esperança que Zuri agora tem através da obra transformadora de Jesus!”.

Casa segura

Além de fornecer um ambiente seguro e terapia para curar o trauma, a CHD fornece treina as mulheres profissionalmente para que elas possam se sustentar, sem precisar voltar à prostituição.

A chamada “casa segura” foi fundada há 4 anos e já atendeu 20 mulheres. O programa é projetado para durar de 3 a 7 anos. “Está realmente levando as mulheres a descobrirem seu valor e sua identidade em Cristo”, explica Dennett.

“Acabamos de ouvir de Dina. Ela estava compartilhando sobre três mulheres que haviam acabado de se comprometer a deixar completamente a prostituição”, testemunhou.

Mulheres aprendem profissão nova na “casa segura”. (Foto: Facebook Community House Damaris).

O objetivo da AMG e poder expandir este ministério voltado a mulheres vulneráveis e entregues à prostituição.

“Há muitas mulheres esperando para entrar nisso. Gostaríamos de poder servir a cada mulher que deseja deixar esta vida terrível e receber ajuda do Senhor por meio dela”, diz Dennett.

*Nome alterado por segurança

 



Fonte: Guiame


31/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO