NOTÍCIAS


“O Leão de Judá irá rugir esses dias no Brasil”, diz JB Carvalho


O leão é um símbolo importante na Bíblia e tem muitas representações na vida do cristão. Em sua pregação na conferência Voz dos Apóstolos, o bispo JB Carvalho, presidente da igreja Comunidade das Nações, lembrou que Deus colocou um rugido dentro de cada um.

“Por toda a história, os leões foram símbolos de poder e dominação. Países adotaram leões em suas bandeiras, times esportivos usam leões em seus emblemas e na Bíblia o leão é mencionado muitas vezes”, iniciou JB Carvalho.

Nas Escrituras, o leão é mencionado algumas de forma figurativa, representando satanás, mas na maioria das vezes é o emblema de Jesus, o verdadeiro Leão, segundo o pastor. 

Por isso, ele cita Apocalipse 5:5: “Então um dos anciãos me disse: ‘Não chore! Eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos’.

Se o leão é um símbolo de coragem, seu rugido apresenta sua força, afirma JB. 

“O rugido de um leão é tão poderoso que pode ser ouvido a 8 quilômetros de distância por humanos. Já outros leões podem ouvi-lo a dezenas de quilômetros. O rugido pode ser ouvido por todas as direções. Seu som abrange um perímetro circular, demarcando o território como uma bolha sonora”, explica.

“Seu corpo inteiro age como uma grande caixa de ressonância. Ele tem uma laringe móvel, capaz de se alongar e retrair e assim consegue emitir sons altos e graves ao mesmo tempo. Um leão sabe pelo rugido de outro se ele está na melhor forma e pode enfrentá-lo”, acrescenta.

Quando a Bíblia diz que o inimigo está nos rodeia com um rugido, significa que “ele quer que você fique com medo. Mas diz a Bíblia que o verdadeiro Leão de Judá, que vive em nós, está rugindo no céu.”

Em Joel 3:16, a Bíblia diz: “O Senhor rugirá de Sião e de Jerusalém levantará a sua voz; a terra e o céu tremerão.”

Fazendo um paralelo com os tempos atuais, JB destacou: “O Leão de Judá irá rugir esses dias no Brasil.”

“A palavra de Joel significa um rugido de vitória, de juízo contra os inimigos, e também pode significar um som desesperado de angústia”, explica. 


JB Carvalho na conferência Voz dos Apóstolos. (Foto: Global Awakening Brasil)

“Todo pai e mãe conhece o som que seus filhos fazem. Há o som da fome, da alegria, da dor. Esse som exige uma resposta imediata. Quando você ouve seu bebê, o que você faz? Deus está enviando resposta a seu pedido de socorro. Deus está atento a sua voz. É hora de colocar o rugido do Leão dos céus. É hora de dar comandos em consonância a sua voz”, afirma.

E acrescenta: “Quando o inimigo ouvir o som de você, ele vai fugir. Quando você grita em desespero, Deus ruge sobre você em triunfo. O seu som na terra provoca o trovejar de Deus no céu.”

Para Carvalho, este é o tempo de Deus rugir do céu. “Todas as coisas abaláveis serão abaladas, para que as coisas inabaláveis permaneçam de pé”, disse.

“Existe um som que faz as nações tremerem. Existe um som que faz os reis caírem. Os tronos de iniquidade vem abaixo”, destacou. “Prepare-se para um grande abalo! Os tronos de iniquidade vão cair!”

Sobre a Voz dos Apóstolos

A Voz dos Apóstolos já acontece há 20 anos nos Estados Unidos, com a proposta de reunir os “generais da fé” dos dias modernos a fim de transmitir ensino, capacitação e unção.

No Brasil, a conferência esteve em sua 2ª edição, de 5 a 8 de outubro, na Igreja da Cidade, em São José dos Campos (SP).

Além de Randy Clark, idealizador do encontro, houve preletores brasileiros como Carlito Paes, JB Carvalho, Abe Huber e Paulo Mazoni. Entre os internacionais, estão Leif Hetland, Tom Jones, Katherine Ruonala, Kim Maas, William Wood, Charity Cook, Richie Seltzer e Brian Starley.



Fonte: Guiame


18/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO