NOTÍCIAS


‘O Brasil vive perseguição ideológica a cristãos’, diz Marisa Lobo



Marisa Lobo é mais uma brasileira que teve seu perfil no Twitter retido. A suspensão aconteceu no domingo (06) sem qualquer notificação prévia ou justificativa da rede social.

Quem clicar no perfil da psicóloga, vai ler a seguinte mensagem, escrita em inglês: “Conta retida no Brasil atende a uma demanda judicial.”

Para continuar mantendo contato de trabalho e agendas, indispensável hoje para que continue sua vida profissional, a psicóloga precisou abrir uma nova conta: @marisaloboreal

Segundo Marisa, que concedeu entrevista exclusiva ao Guiame sobre o assunto, o provável motivo da retenção de sua conta pode ser algumas publicações de vídeos que ela fez, mostrando as manifestações que estão acontecendo em diversas cidades e capitais do país.

Guiame: Quais são as acusações para a retenção de sua conta no Twitter?

Marisa Lobo: Eles inverteram a democracia, nos acusam do que eles querem, com palavras capciosas, usam uma comunicação ardilosa, uma desonestidade intelectual jamais vista. Inverteram o processo revolucionário, perverteram a verdade, a justiça, a bondade.

Eu nada fiz além do que faça há anos: publicar, informar o que está acontecendo no Brasil. Postei vídeos das manifestações nas cidades, somente isso. Nada mais.

Os protestos são pacíficos, constitucionais e estão demonizados por um ditador, não podemos deixar isso acontecer. Temos que permanecer em paz, sem celeumas, sem violência, mostrando que nosso direito não pode ser tomado à força, ainda temos direitos e vamos lutar por eles. Como? democraticamente.

G.: O que a Sra. está fazendo para reaver sua conta no Twitter?

M.L.: Entrei na justiça hoje [terça-feira, 8] para tentar reaver minha conta, mas o Twitter no Brasil é comandado pela esquerda e o Ministro tem todo poder que deseja.

Perdemos nossa liberdade de expressão, de opinião, estamos vivendo em uma ditadura Ideologia política e judiciária, chego até a achar que é uma esquizofrenia judiciária. Eles têm medo da população, não têm tolerância a críticas, só em um país, antidemocrático, isso é possível.

G.: Como classifica esse tipo de ação que a Sra. e outros brasileiros estão sofrendo?

M.L.: Censura, além de perseguição política e ideológica. Querem calar os conservadores, principalmente os cristãos. O que sempre alertamos está acontecendo, uma perseguição ideológica aos cristãos jamais vista na história do Brasil.

G.: A Sra. teme que a censura implemente outras medidas mais duras?

Sim, já está, o “Iluministro” já deu ordens para a PF encontrar os líderes das manifestações pacíficas que ele chama de “atos antidemocráticos” para punir primeiro com a censura, depois mexer com no bolso, para estrangular financeiramente todos, e em seguida, vem a prisão. Aí calam a pessoa para sempre. É a maior covardia jurídica que se tem notícias no Brasil, essas atitudes ditatoriais só encontramos nas piores ditaduras.

Estamos sendo abatidos, calados por crime de opinião, um crime que não existe na nossa Constituição, mas foi inventado pelo STF e TSE.

O povo brasileiro está sendo atacado, tratado como bandido, isso é cruel.

Só as mentes mais perversas são capazes de achar isso normal. Não é, isso é ditadura.

G.: A Sra. acredita que estava sendo monitorada? Como vê isso?

M.L.: Sim, totalmente. Todos os líderes de direita com mais de 50 mil seguidores estão sendo monitorados. É um absurdo você viver em um país que grita aos seus algozes, democráticos, por sofrer ditadura de opinião e de expressão.

Vejo tudo isso com muita preocupação, um país que está se consolidando no comunismo. As primeiras ações são estas: ameaçar, calar a voz das ruas e das redes que representam maior número, que são as que fazem o povo ir às ruas e questionar. Infelizmente, o STF está sendo o instrumento para implantação do comunismo no Brasil, calando, ameaçando oprimindo o povo brasileiro.

G.: A Sra. tem recebido algum apoio jurídico de organizações cristãs que defendem direitos?

M.L.: Ações efetivas mesmo não vi ainda, e espero que façam, pois é a nossa democracia e a nossa liberdade religiosa e política que estão em jogo. Só fazer carta de repúdio para um judiciário com traços sociopatas nada adianta. Essas organizações têm que entrar com ações coletivas, medidas judiciais, colocando todas as pessoas que estão sendo bloqueadas nelas. Isso é fácil para eles.

G.: A. Sra. tem recebido algum apoio? De que grupos e como tem sido?

M.L.: Alguns têm divulgado o que está acontecendo. Mas hoje recebi um telefonema do Dr. Rômulo Quenerem, advogado aqui de Curitiba, que vai questionar diretamente o Twitter.

G.: Além da censura e o impedimento de se manifestar, como essa ação prejudica a Sra.?

M.L.: Eu uso a página para trabalho, é cruel o que o Sr. Alexandre de Moraes está fazendo com o Brasil. É oportunismo e falta de caráter alguém que sempre falou a favor da liberdade de expressão, compactuar com esse abuso.

Lembrem-se, é exatamente assim o processo para se implantar o comunismo em qualquer país: usar o judiciário para calar, amordaçar e se você não reage eles vencem. Mas como o povo está reagindo, eles vão perseguir até vencer.  O “ódio do bem” como eles chamam é a inversão total de valores e da Constituição Brasileira, eles podem tudo.

G.: Você enxerga alguma saída para esse ‘estado judicialesco’ pelo qual o Brasil está passando?

M.L.: Sim, nenhum deputado se vender e fazer uma oposição jamais vista neste país pela direita, pelos conservadores. Afinal, eles se elegeram pelo conservadorismo e pelo Bolsonaro. Se os deputados e senadores fizerem esta oposição, juntos, unidos, não se renderem às pautas e aos projetos de poder do PT, será difícil o PT governar solto como deseja.

Nossos deputados precisam entender que sozinhos eles não são ninguém, mas juntos com o povo são poderosos.

A esquerda luta em bando, no coletivo. A direita, os conservadores, precisam entender que ou se unem ou vão entregar o Brasil para o comunismo.

Mas, a melhor saída hoje é o Senado colocar em pauta o impeachment do Alexandre de Moraes, pois é claro e notório o abuso de poder e as inconstitucionalidades de suas ações. O Senado pode fazer isso, e Bolsonaro elegeu 14 senadores, fora os que estão indignados. Ou seja, a hora é agora.

 



Fonte: Guiame


08/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO