NOTÍCIAS


Netflix recebe críticas por romance lésbico na série infantil ‘Jurassic World’


Netflix recebe críticas por romance lésbico na série infantil ‘Jurassic World’

A quinta e última temporada da série infantil “Jurassic World: Acampamento Jurássico” entrou na agenda da ideologia de gênero. Com produção da Netflix, a atração para crianças a partir de 7 anos exibe um romance e um beijo entre duas mulheres.

A plataforma de streaming está recebendo críticas por inserir conteúdo de gênero para crianças ainda sem discernimento sobre temas sexuais e homossexuais.

A série segue um grupo de adolescentes abandonados na Ilha Nublar depois que ela foi evacuada após os eventos do primeiro filme Jurassic World, de 2015.

A última temporada da série foi lançada em 21 de julho, revela o romance entre duas protagonistas, Yaz e Sammy, personagens que ao longo da série forjam uma amizade.

No episódio 8, Yaz revela a Sammy o que sente por ela, ambas se beijam enquanto uma música romântica é tocada e seus companheiros celebram a união lésbica.

Críticas nas redes sociais

Dezenas de usuários do Twitter e Facebook criticaram o conteúdo da série animada, considerando-a imprópria para crianças.

“Acabei de terminar o Acampamento Jurássico com meus filhos! Eles tiveram que terminar a temporada com um relacionamento LGBT e um beijo lésbico! Eu não queria ter essa conversa com meus filhos”, escreveu no Twitter, uma mãe de família da Flórida, Estados Unidos.

“Por que isso está em toda parte nos programas infantis? Agora eu tenho que assistir tudo antes de deixá-los assistir a programas infantis”, concluiu a mulher.

Ray Velazquez, uma cristã do México, escreveu no Facebook que é “preocupante a falta de sensibilidade de apresentar tais narrativas adultas em um material apresentado em uma plataforma que tem como audiências as crianças. As mentes mais influenciáveis”.

“A ideologia de gênero busca contaminar as mentes mais vulneráveis. Supervisionar o que nossos filhos veem não é uma opção. Educá-los para distinguir os valores da casa e aqueles que não são é vital. Não é porque um aplicativo tenha uma opção ‘Infantil’ significa que seu conteúdo é adequado, recomendado ou saudável para nossos filhos”, alertou.

‘Doutrinação’

Anaythé Reyes, uma mãe da Guatemala, afirmou no Facebook que ficou surpresa com a reação de seu filho de 10 anos ao assistir o capítulo de Jurassic World: Acampamento Jurássico com o romance gay.

“Meu filho se virou para me ver e disse: ‘Que decepção, mãe, e agora por que eles têm que colocar esse problema em tudo se vai contra o que Deus criou?'”, contou.

“A partir desse episódio, começa a ‘doutrinação’ para que as crianças passem a aceitar e normalizar as questões de gênero; há cenas em que elas estão felizes e se chamam de ‘namoradas’, cenas de aprovação de amigos, familiares que demonstram felicidade por elas e que expressam o quão ‘legal’ é o relacionamento delas”, disse Reyes.

Segundo Reyes, é necessário “continuar defendendo como pais a educação dos nossos filhos, a família, as crianças, a vida; continuar nos treinando e informando; criar canais de comunicação abertos com nossas crianças para falar sobre os temas que são bombardeados, sem tabus, de modo a dar-lhes segurança ao pensar diferente no mundo de hoje, para que aprendam a defender seu ponto de vista”.



Fonte: Guiame


29/07/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO