NOTÍCIAS


Não há sucesso financeiro sem generosidade



Você se considera generoso? Deseja ser alguém ainda mais generoso? A generosidade está no coração de Deus e não há como ter sucesso financeiro sem esse ingrediente poderoso da Palavra de Deus.

O que me chamou bastante atenção ao ler o texto de Deuteronômio a seguir foi a forma como podemos exercer a generosidade. Ele diz assim: Quando você emprestar alguma coisa a alguém, não aceite como garantia de pagamento as duas pedras de moinho que ele usa para moer o trigo e não pegue nem mesmo só a pedra de cima; pois, se ele não tiver as duas, não poderá moer o trigo e assim morrerá de fome (Deu­teronômio 24.6).

É importante entender o contexto dessa história. A pedra de moinho era dada como uma garantia de um empréstimo. Agora, como a pessoa usava a pedra de moinho a fim de moer os grãos e produzir o alimento de que necessitava para viver, não se podiam pegar todas as pedras porque então o tomador do empréstimo não poderia produzir o seu alimento. Ou seja, ele passaria por necessidades básicas como não ter comida na mesa. Já pensou nessa situação?

Portanto, eram orientações bem práticas para fazer jus­tiça, ao mesmo tempo em que eram maneiras de mostrar que a pessoa levava a sério a questão da generosidade.

Então pergunto: Que maneiras você teria hoje para exer­cer uma generosidade prática, não prejudicando as pessoas que eventualmente devem para você?

Mas o texto continua com outras orientações que vão no mesmo sentido. Veja: Se ele for pobre, não fique com a capa durante a noite; devolva-a ao dono antes do pôr do sol, para que a use como cobertor. Ele ficará agradecido, e você terá feito aquilo que o Senhor, nosso Deus, acha certo (Deuteronô­mio 24:12,13).

Não é interessante? Percebe como Deus é cuidadoso com o nosso bem-estar? Se a pessoa que tomou emprestado era pobre e entregou o seu único manto, como ele poderia dor­mir à noite sem se agasalhar? Era justo que pudesse recebê-lo de volta antes de dormir e assim não passar frio.

E você, quando empresta dinheiro a alguém, pensa no bem-estar dessa pessoa? Pensa em como preservar sua inte­gridade física e emocional? Pois saiba que Deus está muito interessado nisso, e que é sua responsabilidade, como bom administrador, zelar pela integridade das outras pessoas.

Conclusão: O ideal é ter autonomia financeira e poder cuidar de seus próprios negócios, mas caso você venha a emprestar dinheiro ou outros bens, pense sempre em como zelar pela integridade de quem está tomando emprestado. Nunca pressione o devedor de forma inade­quada. Verifique se está passando por um caso desse tipo e faça como a Bíblia orienta.

Paulo de Tarso é pastor, engenheiro e mestre em teologia. Fundou o Ministério Finanças para a Vida, que ensina pessoas de todas as idades a administrar o dinheiro de acordo com a Bíblia ([email protected]).

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Ajuda financeira e cobrança de juros

 



Fonte: Guiame


09/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO