NOTÍCIAS


Mulher descobre o nome do pai biológico durante oração e o leva a Jesus


Depois de décadas de busca por seu pai biológico, Deanna Shrodes, de 55 anos, imaginava que acabaria o encontrando em uma lápide. Mas o Espírito Santo sussurrou em seu coração o nome de seu pai e, após conhecê-lo, ela o apresentou a Jesus Cristo.

Deanna foi adotada ainda criança em 1966, depois de dois meses em um orfanato. Mesmo cercada de amor por sua família, ela cresceu buscando conhecer a sua origem. 

Em 1993, Deanna conheceu sua mãe biológica, com quem manteve contato até sua morte, em 2013. No entanto, em vida, ela nunca deixou informações sobre o pai para a filha — apenas sua ascendência grega.

Foram longos anos de uma busca exaustiva em registros históricos e genealógicos em sua cidade natal, Richmond, na Virgínia (EUA). Mas nenhuma pista levou Deanna até seu pai.

Dez anos atrás, Deanna orou especificamente para que o Espírito Santo revelasse o nome de seu pai biológico. Durante vários momentos de oração, ela sentiu fortemente Deus dizendo o nome: Gus.

Em 2014, Deanna encontrou uma parente por parte de mãe, esperando mais informações. Sua resposta foi: “A minha memória não é como antes, mas acho que o nome dele era Gus.” 

A confirmação encorajou Deanna, mas sua busca não rendeu pelos próximos oito anos. “Tentei ficar feliz por outros adotados cujas orações foram respondidas, mas por dentro eu me perguntava se isso aconteceria comigo”, disse ela à AG News. “Eu tive que aprender um nível totalmente novo do amor, cuidado e orientação de Deus.”

Deanna lidera uma igreja ao lado de seu marido, Larry, pastor da Celebration Church em Tampa, na Flórida. Em todos os anos de busca por seu pai, ela contou com o apoio do marido e dos irmãos da igreja.

O dia do encontro

Em 11 de maio de 2022,  durante uma reunião com líderes da igreja no Zoom, todos foram orientados a escrever perguntas pessoais a Deus. Deanna então escreveu: “Senhor, por favor, me ajude a encontrar o meu pai?”

Quando a reunião online terminou, Deanna foi informada que havia uma possível correspondência paterna grega, através de testes de DNA. 

Essa correspondência era de um primo, que conhecia Gus, mas não tinha seu contato. Mas ele confirmou as seguintes informações: seu pai é grego, ainda está vivo, mora em Richmond e o nome dele é Gus.

Gus, de 91 anos, conheceu pessoalmente sua filha pela primeira vez em 20 de maio deste ano. Por sua idade avançada, estava com a saúde debilitada e precisava de cuidados médicos. No entanto, ele nunca se casou ou teve outros filhos.


Larry Shrodes, marido de Deanna, ao lado do sogro. (Foto: Facebook/Deanna Shrodes)

No primeiro encontro, Deanna fez questão de aproveitar a oportunidade para falar do amor de Deus.

“Não sei quanto tempo teremos juntos na Terra, mas podemos passar a eternidade juntos. Mas a escolha é sua”, disse ela. Gus respondeu: “Quero fazer essa escolha”. Sua filha então explicou mais sobre o Evangelho e fez com ele uma oração.

“Eu nunca tive paz na minha vida antes”, afirma Gus sobre seu novo relacionamento, não apenas com sua filha, mas com Jesus Cristo. “Agora eu conheço a paz. Não estou mais sozinho.”

Desde maio, Deanna tem cuidado de seu pai biológico. Após um árduo trabalho jurídico, ela começou a organizar os assuntos pessoais e médicos de Gus. 

“Eu sempre soube que seria uma grande mudança emocional se eu encontrasse meu pai, mesmo que fosse em um túmulo”, diz Deanna. “Tudo isso mostra o quanto o Senhor me ama e ouviu os clamores do meu coração.”

Quanto a Gus, mesmo no turbilhão de mudanças, ele reconhece que Deus esteve no controle de sua vida. “Eu sem dúvidas creio que foi Deus que ajudou minha filha a me encontrar. Foi um milagre”, destaca.



Fonte: Guiame


17/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO