NOTÍCIAS


Muçulmano vai à igreja para atrair cristãos ao Islã, e acaba aceitando Jesus



Siddique, um muçulmano nascido em uma família fanática em Lahore, Paquistão, cresceu sendo ensinado por seu pai, líder da mesquita, que nada de bom poderia vir da fé cristã. 

Seu pai o fez acreditar que os cristãos eram sujos, amaldiçoados e acreditavam em magia. Para ele, a Bíblia estava corrompida e Jesus não era digno de tocar na sandália de Maomé.

Em junho de 1996, no refeitório da Força Aérea do Paquistão, ele pensou: “E se eu fosse à igreja cristã para ensinar o Islã? Isso glorificaria o Islã”.

Siddique contou que depois do almoço, foi à igreja cristã mais próxima e foi atendido por um homem que lhe deu uma Bíblia.

“Eu disse a ele que queria convidá-lo para o Islã. Se eu não o fizesse, ele estaria no fogo do inferno para sempre. Eu também disse que a Bíblia dele estava corrompida”, afirmou ele.

E o homem respondeu: “Sei que você acha que esta Bíblia está corrompida, mas acho que é a palavra viva de Deus”.

O muçulmano levou a Bíblia para casa, embrulhou em um jornal e a escondeu. Depois de um tempo, ele tentou ler o livro de Gênesis, mas não compreendia a mensagem. 

Achando que estava errado por ter feito isso repetidas vezes, ele foi à mesquita e pediu perdão a Alá.

Primeiros sinais de fé

Em 1997, sua esposa Fozia (uma muçulmana convicta) ficou doente e pediu que ele fosse até o mercado comprar suprimentos. 

No local, Siddique encontrou um homem cujo nome significava ‘Servo do Messias’ que não cobrou pelas mercadorias e, além de declarar cura sobre sua esposa, o convidou para tomar um café.

Como muçulmano, ele acreditava que não podia aceitar nada dos cristãos se não seria amaldiçoado. 

“Você é uma pessoa tão legal. É generoso e respeitoso. Preciso lhe dizer que, como cristão, você irá para o inferno”, disse Siddique ao lojista que o recebeu de braços abertos em sua casa.

“O amor deles me influenciou. Me deu vontade de voltar”, contou ele, mesmo acreditando que seria amaldiçoado e punido por Alá.

Após uma semana, Siddique foi à igreja com eles, e também na semana seguinte. 

Durante esse período, sua filha mais velha ficou doente, a cada dia ela estava mais magra e fraca. 

Então ele voltou à igreja em segredo e ouviu falar no poder que há no sangue de Jesus para curar.

“As palavras estavam além da minha compreensão. Como o sangue de Jesus poderia nos curar? Meu pai estava certo. Devem ser pessoas loucas”, disse Siddique.

E continuou: “No meio da música, pensei em desafiar Jesus. Eu disse: ‘Jesus se o seu sangue tem poder – se o seu sangue pode curar as pessoas – por favor, cure minha filha antes que eu chegue em casa. Se o Senhor curá-la, pensarei em Você e em seu sangue’”.

Segundo a Eternity News, quando chegou em casa encontrou sua filha dormindo e a febre havia passado. Sua esposa contou que enquanto ele estava fora, a menina parou de chorar e dormiu de repente.

“Meus olhos começaram a se encher de lágrimas. Eu ainda sabia que a Bíblia estava corrompida e os cristãos amaldiçoados, mas decidi que talvez houvesse um pouco de bondade em Jesus”, afirmou ele.

Reconhecendo Jesus

Depois de alguns dias, ele pegou a Bíblia que estava escondida e começou a lê-la novamente, pois queria aprender mais sobre Jesus. 

Ele passou a ler a Palavra e o Alcorão juntos, tentando compará-los. Até que um dia, teve uma experiência sobrenatural em seu quarto, enquanto lia o livro de Jeremias.

“Não era visível, mas havia uma presença poderosa em meu quarto, uma presença gloriosa. Meu quarto estava totalmente mudado. Havia uma luz poderosa no canto da sala, piscando para mim. Eu comecei a chorar. Clamei a Deus, pedindo-lhe que parasse, senão poderia morrer. A luz parecia avassaladora e eu sabia que, se ela se movesse em minha direção, eu morreria”, contou ele. 

E acrescentou: “Na fé islâmica, Alá está muito longe. Você nunca pode ter um encontro pessoal com ele. Mas a Bíblia diz que o próprio Deus se tornou carne”.

A experiência foi algo que ele nunca havia experimentado, então Siddique compartilhou o ocorrido com a família cristã que conheceu anteriormente.

Eles o levaram para ver o pastor da igreja que orou por ele e leu a passagem Bíblia em Atos 9, onde relata a transformação de Paulo.

“Naquela noite não consegui dormir. Senti a mesma presença gloriosa comigo, e isso me fez sentir paz e felicidade. Eu estava sorrindo e percebi que foi a virada de chave em minha vida. Foi o Espírito Santo”, declarou ele.

Siddique continuou estudando a Bíblia e se sentiu inspirado pelo Evangelho de João 1:14: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós. Vimos a sua glória, a glória do único Filho, que veio do Pai, cheio de graça e de verdade”.

“Meu coração derreteu naquele dia, pensando nisso. Eu posso falar com Deus. Podemos ter um relacionamento pessoal com o Senhor, através de Jesus”, disse ele.

Em julho de 1998, Siddique aceitou Jesus como seu Salvador.



Fonte: Guiame


23/05/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
REVIEW GOSPEL