NOTÍCIAS


Ministérios de jovens devem formar ‘participantes’, não ‘consumidores’, alerta pesquisador



Os ministérios de jovens devem mudar seu foco em formar consumidores para formar participantes no Reino de Deus, alertou David Kinnaman, líder da Barna Group, uma empresa de pesquisa cristã.

O pesquisador falou sobre as mudanças necessárias para renovar o ministério jovem, durante o Fórum de Discipulado Infantil de Awana, na última quinta-feira (22), nos Estados Unidos.

De acordo com pesquisas da Barna dos últimos anos, há uma tendência de muitos jovens cristãos abandonarem a igreja quando crescem e ingressam na universidade.

Para Kinnaman, uma mudança necessária para transformar essa realidade é o trabalho dos líderes para fazer com que os jovens “passem de consumidores de conteúdo cristão para participantes da missão do Evangelho”.

David afirmou que a Igreja acabou condicionando as pessoas a serem apenas consumidoras de pregações, podcasts, livros e músicas.

Fazendo parte da missão do Evangelho

“Nada disso é ruim por si só, mas tem que ir mais fundo. Estamos vendo em nossa pesquisa em uma ampla gama de estudos diferentes que as pessoas querem ser participantes da missão do Evangelho”, disse ele.

E acrescentou: “Esse é, de fato, o tipo de vida plena em Cristo. Não é fácil. As pessoas às vezes preferem ficar para trás e apenas sentar e mergulhar, mas acredito que Deus está nos chamando agora mais do que nunca para equipar as pessoas para viver vidas em missão”.

Para iniciar essa mudança, o pesquisador aconselhou os líderes a ajudarem os jovens a descobrirem seu propósito, dons e habilidades.

David ressaltou que é importante mostrar aos adolescentes e aos jovens adultos que eles são “participantes da grande história de Deus”.

Renovação para o ministério jovem

Outras mudanças necessárias para renovar o ministério jovem citadas pelo pesquisador foram: “avaliações honestas e objetivas do impacto que estamos causando”, “estar em sintonia com o florescimento daqueles a quem servimos e discipulamos”, confiar “mais no poder do Senhor do que em nossa própria inteligência” e “focar em corações abertos diante do Senhor”.

“Acredito que, em uma era de ansiedade e desafios de saúde mental após a pandemia, ajudar esta geração a prestar atenção em seus corações diante do Senhor é uma das coisas mais importantes que podemos fazer”, concluiu David.

 



Fonte: Guiame


26/09/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO