NOTÍCIAS


Menino cristão é obrigado a jejuar no Ramadã: “Preciso fingir que sou muçulmano”


Zahid*, um menino cristão de sete anos, vive em um país de maioria muçulmana na Ásia Central. Desde que os pais se separaram, ele mora com a mãe, que também é cristã. No entanto, ele precisa esconder sua fé, pois seu pai é muçulmano e o obriga a seguir os costumes islamicos.  

“Eu moro com minha mamãe. Ela disse que não é seguro contar para outras pessoas que sou cristão. Eu preciso fingir que sou muçulmano. Eu não entendo, mas sei que a mamãe quer o meu bem”, disse Zahid.

“A época do Ramadã é a mais difícil para mim”, diz o menino. 

O pai de Zahid prometeu que cada dia de jejum seria recompensado com dinheiro, para garantir que ele o fizesse. Com isso, a criança parou de comer e beber água durante o Ramadã.  

Segundo a missão Portas Abertas, nem todas as crianças jejuam. Alguns pais esperam os filhos crescerem para impor o jejum. Porém essa escolha, expõe as crianças a discriminação e bullying na escola. 

“Não quero que eles me chamem de nomes feios, nem quero passar vergonha na frente dos meus amigos na escola”, contou Zahid com medo.

O período de jejum

A mãe de Zahid sabia que nem sempre ele conseguia segurar a fome e escondia pequenos lanches na mochila do menino. 

“Eu só podia comer no banheiro. Ali era tão sujo, mas eu não tinha outra escolha”, relembrou Zahid. 

Ele bebia água da torneira do banheiro e chegou a ficar doente, mas preferia a náusea a ser perseguido na sala de aula.  

Zahid desmaiou durante uma prova na escola, pois foi fazer a avaliação em jejum e não conseguiu sair para comer escondido.

No hospital, o médico disse que ele estava muito desidratado e orientou que isso não poderia se repetir.  


Zahid é cristão e não gosta de esconder sua fé em Jesus. (Foto: Reprodução/Portas Abertas)

“Queria parar de me esconder, de fingir. Não gosto do mês do jejum. Sou muçulmano apenas no papel, mas nunca serei muçulmano de verdade”, declarou Zahid. 

“Às vezes fico pensando se existem outras crianças como eu. Espero que elas sejam fortes e continuem acreditando em Jesus”, concluiu.   

Ramadã

O período do Ramadã começou na última quarta-feira (22). Durante 30 dias, todos os muçulmanos, sejam crianças ou idosos, mantém jejum.

Para muitos cristãos de origem muçulmana, é um mês muito difícil, pois por não se submeterem às leis islâmicas, ficam em evidência e são constantemente julgados.

É comum ouvir testemunhos de cristãos secretos que precisam se esconder na escola, no trabalho, entre os amigos e até mesmo dentro de casa para resistir a esse período. 

Muitas crianças têm a saúde prejudicada durante o Ramadã, pois são obrigadas a jejuar. 

* Nomes alterados por motivo de segurança.



Fonte: Guiame


23/03/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
MIX GOSPEL