NOTÍCIAS


Mais de 20 pastores foram presos na Índia por leis anticonversão



No dia 18 de novembro, vários pastores indianos foram presos sob falsa acusação de conversões forçadas ao cristianismo, conforme a Portas Abertas.

Depois de detidos, eles receberam novas acusações, mas todas sem investigação ou provas, que aumentaram a sentença que já cumprem. 

Entre as denúncias estão: perturbação da paz, reuniões religiosas impróprias, perturbação pública e distribuição de materiais religiosos que difamam outras religiões.

Desde setembro, mais de 20 pastores já foram presos por abusos das leis anticonversão, conforme explica a organização que contratou advogados e conseguiu libertar alguns deles. 

Insegurança da liberdade religiosa na Índia

Como a Suprema Corte da Índia permanece adiando vários julgamentos, muitos pastores ainda continuam presos. 

A Organização das Nações Unidas já solicitou uma investigação independente e pediu pela mudança de postura do governo indiano quanto às minorias religiosas.

Há pouco tempo, parte da Suprema Corte parecia estar avançando nessa questão, mas os últimos relatos mostram o retrocesso e a insegurança da liberdade religiosa no país. 

Juízes reconhecem a onda de violência contra cristãos

Ainda de acordo com a Portas Abertas, no dia 21 de outubro, os juízes KM Joseph e Hrishikesh Roy atenderam à petição de intervenção resultante das mobilizações contra cristãos e outras minorias religiosas na Índia.

Ambos reconheceram a onda de violência e ameaças contra cristãos e afirmaram ser uma realidade chocante em um país laico como a Índia: “Estamos no século 21 e nossa Constituição defende o desenvolvimento racional. Onde chegamos em nome da religião? Deturpamos a prática da fé”, disse um deles.  

“Não há mais necessidade de denúncias das vítimas para que os extremistas respondam pelos ataques. A polícia terá autonomia para intervir com mais rapidez e, caso seja omissa, enfrentará punição severa por desobediência à Corte”, disse ainda o juiz.  

Apesar da demonstração de interesse das autoridades em diminuir e até acabar com os ataques às minorias religiosas, ainda há incidentes que envolvem pressão e ataques aos cristãos.

Nos últimos meses, casas de cristãos foram incendiadas, outros seguidores de Jesus foram presos e estrangeiros deportados após denúncias de extremistas hindus



Fonte: Guiame


29/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO