NOTÍCIAS


‘Jesus veio para pessoas como eu e Ele ainda está salvando’, testemunha ex-prostituta



Montana Buck é uma ex-prostituta que reconhece que vendeu seu corpo e sua alma por dinheiro. Apesar de ter consciência do seu pecado, ela disse que não via outra saída na época.

Em seu testemunho, divulgado pela CBN News, ela revela que sua jornada começou depois que seu pai morreu, quando ela tinha apenas 4 anos de idade. 

Sua mãe teve que lutar bastante para suprir as necessidades básicas da filha e dos dois irmãos. “Lembro-me de me sentir sem vida, como se não restasse muito de mim”. 

Dificuldades financeiras

Montana cresceu tendo de enfrentar várias dificuldades financeiras sem o pai. “Isso me frustrou muito. Eu não entendia por que outras pessoas podiam obter coisas tão facilmente e isso parecia tão normal. Mas para mim e minha família sempre foi uma luta”, lembrou.

Aos 15 anos, Montana abandonou a escola e começou a trabalhar em tempo integral num restaurante de fast-food para ajudar a mãe com as contas: “Isso me fez sentir mais segura, sabia que estava fazendo algo certo”.

Porém, mesmo trabalhando durante mais de três anos, as contas estavam sempre atrasadas. Em agosto de 2015, os benefícios por morte da previdência social de seu pai acabaram e sua família foi despejada de seu apartamento. Foi então que um amigo lhe disse como ela poderia ganhar muito dinheiro fazendo strip.

Um vida diferente

Montana lembra: “Eu nunca tinha estado em um ambiente como aquele antes na minha vida e realmente não sabia o que esperar. Eu só sabia que minha mãe não me criou para agir assim”. 

O desespero, porém, superou sua educação cristã e seus medos, e Montana aceitou um emprego como dançarina exótica: “Naquele primeiro dia, ganhei mais dinheiro no palco do que em duas semanas trabalhando no emprego de fast-food”.

Além de suprir todas as necessidades da família, a jovem disse que podia comprar tudo o que queria. A mãe, porém, temendo pela segurança da filha, começou a orar para que ela deixasse aquele estilo de vida

Menos de um ano depois, quando Montana estava com 19 anos, ela percebeu que poderia triplicar seus ganhos se tornando prostituta. 

“Quando me envolvi na prostituição, justifiquei dizendo: ‘Bem, eu preciso ajudar a cuidar da minha família.’ E senti como se tivesse vencido o jogo, no qual o objetivo final era a sobrevivência”, contou.

Ao final de dois anos dançando e se prostituindo, Montana estava ganhando milhares de dólares por semana. Mas, o preço era alto, pois ela estava lutando contra a depressão e mascarando sua dor com maconha.

‘Eu não via saída’

“Eu não via um caminho a seguir. Eu não via saída. Era como se a maldade morasse dentro do meu coração, na minha mente, repetindo memórias de coisas que aconteceram naquelas noites”, compartilhou.

“Eu tomava banho e tentava esfregar do lado de fora a imundície que estava dentro de mim. Mas isso nunca funcionou. Eu sentia como se meu coração estivesse literalmente quebrado em um milhão de pedaços. Era horrível”, relatou.

‘Foi lindo sentir a presença de Deus’

Certo dia, quando Montana estava em seu quarto, ouviu um programa de TV cristão que sua mãe estava assistindo: “Um professor da Bíblia estava falando sobre paz. Que Jesus nos traz paz e isso foi muito intrigante para mim porque eu não tinha paz”.

Nas semanas seguintes, Montana começou a refletir e até começou a ler a Bíblia. Aprendendo mais sobre um Deus que é Santo, ela foi compelida a examinar suas escolhas de vida.

“Fiquei triste com meu pecado. Não glorifiquei a Deus. Eu sabia que não podia sair daquela vida e que não podia me limpar, mas precisava de ajuda. Foi assim que me arrependi e perguntei a Jesus: ‘O sangue derramado na cruz foi para mim também, certo?’ Nessa hora, senti a misericórdia de Deus poderosamente”, relatou. 

“E foi lindo poder sentir Sua presença e saber que ‘Sim, Ele me ama. E sim, Ele morreu por mim’. Foi como aquela rajada de ar fresco. A depressão se foi, os pensamentos intrusivos se foram, bem como os sentimentos de derrota e desesperança”, disse ainda. 

‘Deixei tudo para seguir Jesus’

Nos dez meses seguintes, Montana viveu grandes lutas até reconhecer que seu maior valor estava em Deus e não no dinheiro, até se afastar daquele estilo de vida indigno.  

“Deixar a segurança financeira para encontrar a paz valeu muito a pena para mim. Eu encontrei a verdade e deixei tudo para seguir Jesus”, resumiu. 

Atualmente, Montana trabalha como garçonete num restaurante familiar e confia na fidelidade de Deus para ter provisão para ela e sua família. Ela frequenta uma igreja local e também tem milhares de seguidores em seu canal do YouTube, que a ouvem compartilhar sobre sua jornada de fé e nova identidade em Jesus Cristo.

Montana diz: “Minha identidade em Cristo hoje é redimida. Jesus veio para pessoas como eu e Ele ainda está redimindo, Ele ainda está salvando, Ele ainda está purificando o pecado. Ele ainda está restaurando e ainda está provendo.”



Fonte: Guiame


07/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO