NOTÍCIAS


Inscrição em mosaico confirma local da casa de Pedro, conforme arqueólogos



Durante escavações perto do Mar da Galileia, uma inscrição num mosaico chamou a atenção dos arqueólogos — Cabeça e Líder dos Mensageiros Celestiais. Esse pode ser um termo usado para Pedro, o discípulo de Jesus. 

O achado arqueológico reforça ainda mais a crença de que naquele local havia um prédio — a Igreja dos Apóstolos, do período bizantino, localizada na vila bíblica de Betsaida — acima da casa de Pedro e de seu irmão André. 

Os arqueólogos do Instituto Kinneret para Arqueologia da Galiléia, liderados pelos professores Mordechai Aviam e Steven Notley, disseram na última quarta-feira (10), que “a inscrição no piso de mosaico com o termo comum para Pedro, reforça a teoria da identificação daquele local”. 

“A descoberta indica claramente que a igreja foi dedicada a Pedro”

Ainda sobre as inscrições encontradas sobre o mosaico, os arqueólogos especificaram: “Começa com o nome do doador — Constantinos, o Servo do Messias. 

E depois, vem o texto bizantino: “Cabeça e Líder dos Mensageiros Celestiais”, se referindo a Pedro. A tradução foi feita pelo professor Leah Di Segni, da Universidade Hebraica e pelo professor Jacob Ashkenazi, do Kinneret College.

Os dois afirmam em comunicado que “a descoberta indica claramente que a igreja foi dedicada a Pedro.

“A tradição cristã bizantina identificava rotineiramente a casa de Pedro e André como sendo em Betsaida. É provável que a basílica reconheça que ali realmente foi a casa deles”, disse Notley, diretor acadêmico da escavação.

Outras evidências

Além disso, a descoberta também reforça a identificação com uma igreja descrita por Willibald, o bispo de Eichstadt do século VIII, que relatou que foi construída sobre a casa de Pedro e André”, disse Notley.

Willibald viajou no ano de 724, em peregrinação a locais sagrados ao longo da costa norte do Mar da Galiléia, e suas palavras foram registradas: “E dali eles foram para Betsaida, a residência de Pedro e André, onde há agora uma igreja no local onde eles moravam”. 

“Eles permaneceram lá naquela noite e na manhã seguinte foram para Corazim, onde nosso Senhor curou os endemoninhados e enviou o diabo a uma manada de porcos”, continua o registro. 

Atualmente, os arqueólogos têm trabalhado no mesmo local. Foi em 2019 que eles anunciaram a descoberta do suposto edifício da igreja. No ano passado, eles descobriram o piso de mosaico.

“O edifício é coberto com um mosaico colorido, característico da igreja perdida”, disseram os arqueólogos na época.

Os pesquisadores esperam encontrar outra inscrição referindo-se ao irmão de Pedro, André, o que aumentaria ainda mais a evidência de que no local, realmente, ficava a casa dos irmãos.

‘Sítio arqueológico pode atrair turistas cristãos’

De acordo com Dror Ben-Yosef, responsável pelo patrimônio do Distrito Norte da Autoridade de Parques e Natureza, a inscrição encontrada “abre uma janela para identificar o local com a Betsaida romana e bizantina, um lugar amaldiçoado por Jesus porque seus habitantes não aceitaram o seu Evangelho”, escreveu em comunicado. 

Ele também disse que a descoberta pode levar o turismo cristão ao local, já que os crentes são atraídos para lugares onde a história relacionada a Jesus é encontrada.

As escavações devem continuar em outubro com o objetivo de limpar toda a igreja, na esperança de encontrar mais inscrições.

O projeto, que recentemente completou sua sexta escavação no local, é patrocinado pelo Centro para o Estudo do Judaísmo Antigo e Fontes Cristãs, o Museu da Bíblia em Washington, a Lanier Theological Library Foundation e a Hadavar Yeshiva.



Fonte: Guiame


17/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO