NOTÍCIAS


Incêndio em igreja copta mata 41 cristãos no Egito, crianças e líder entre as vítimas


Neste domingo (14), um incêndio atingiu uma igreja copta na capital do Egito, Cairo, durante os cultos da manhã, matando 41 cristãos, incluindo pelo menos 10 crianças e o bispo da congregação, Abdul Masih Bakhit.

De acordo com a AP News, uma fumaça preta inundou rapidamente o templo de quatro andares da igreja Mártir Abu Sefein. 

Vários fiéis pularam dos andares superiores para fugir das chamas, segundo testemunhas. “Asfixia, asfixia, todos eles mortos”, disse um morador local perturbado, Abu Bishoy.

Os bombeiros lutaram para controlar o fogo, enquanto outros carregavam as vítimas para as ambulâncias. 

Do lado de fora da igreja, famílias aguardavam, em prantos, notícias de parentes que ainda estavam presos no templo.


Um incêndio destruiu a igreja Mártir Abu Sefein, no Cairo, neste domingo (15). (Foto: Reprodução/Global News). 

Crianças entre as vítimas

Muitas crianças estavam na igreja quando o incêndio começou. “Não sabíamos como chegar até elas. E não sabíamos de quem é o filho ou de quem é a filha. Isso é possível?”, relatou Abu Bishoy.

Segundo Emad Hanna, que testemunhou a tragédia, a igreja copta possui dois locais usados como creche para crianças e um funcionário da denominação conseguiu salvar algumas delas.

“Nós subimos e encontramos pessoas mortas. E começamos a ver do lado de fora que a fumaça estava ficando maior e as pessoas queriam pular do andar de cima. Encontramos as crianças, algumas mortas, outras vivas”, contou ele.

Pelo menos 10 crianças estavam entre as vítimas, conforme um documento do hospital público de Imbaba, obtido pela Associated Press.

A igreja Mártir Abu Sefein está localizada em uma rua estreita em um dos bairros mais povoados do Cairo e, no domingo, a região enfrenta engarrafamento no trânsito pela manhã.

Crítica das famílias


Um incêndio destruiu a igreja Mártir Abu Sefein, no Cairo, neste domingo (15). (Foto: Reprodução/On Demand News

Alguns familiares acusaram as equipes de socorro de atraso na chegada ao local. “Eles vieram depois que as pessoas morreram. Eles vieram depois que a igreja foi incendiada”, gritou uma mulher, do lado de fora do prédio.

Segundo o ministro da Saúde, Khaled Abdel-Ghafar, a primeira ambulância chegou após dois minutos da chamada de emergência.

Quinze veículos de combate ao fogo foram enviados à igreja para apagar as chamas, enquanto ambulâncias transportaram as vítimas para hospitais próximos, conforme as autoridades.

Em comunicado, o ministro da saúde também informou que as 12 pessoas feridas no incidente estão sendo tratadas no hospital e outras duas já receberam alta. 

Causas do incêndio

O Ministério do Interior declarou que o incêndio foi provocado por um curto circuito e o fogo começou em um ar-condicionado no segundo andar do prédio, produzindo uma grande quantidade de fumaça. 

O ministro da Saúde afirmou que as vítimas morreram devido à fumaça e ao pisoteamento da multidão.

O promotor-chefe do país, Hamada el-Sawy, ordenou uma investigação sobre as causas da tragédia.

O presidente do Egito, Abdel Fattah el-Sissi ligou para o líder da Igreja Copta, Tawadros II, para oferecer suas condolências. 

O primeiro-ministro Mustafa Madbouly anunciou que as famílias das vítimas sobreviventes e das vítimas mortas receberão indenização e que o governo irá reconstruir o templo copta o mais rápido possível.

O incidente na igreja Mártir Abu Sefein é uma das maiores tragédias de incêndio dos últimos anos no Egito, onde as medidas e regulamentos de segurança são mal aplicados.

Na Lista Mundial da Perseguição 2022, o Egito ocupa o 20º lugar. Os cristãos egípcios representam 10% da população e sofrem discriminação e perseguição pela maioria islâmica. 



Fonte: Guiame


15/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO