NOTÍCIAS


Igreja Presbiteriana dos EUA adiciona categoria “não binário” para incluir membros



O escritório da Assembleia Geral da Igreja Presbiteriana dos EUA (PCUSA), anunciou, recentemente, que vai adicionar a categoria “não-binário/genderqueer”, além das categorias tradicionais de homens e mulheres, para o registro de seus membros, conforme um comunicado de imprensa. 

A PCUSA, que é a maior denominação presbiteriana no país, explicou na terça-feira (25), que está passando por uma série de mudanças, conforme o Fox News.

Entre elas, está a forma como registra o número de congregações e estatísticas de membros na denominação. “Tais mudanças são necessárias porque se queremos ser inclusivos, devemos estar cientes de quem faz parte da igreja”, explicou Kris Valerius, que atua como gerente das funções e estatísticas denominacionais.

‘Isso pode incomodar algumas pessoas’

“Teremos as mesmas categorias, só não vamos mais defini-las, o que pode incomodar algumas pessoas”, disse Valerius. 

“Por exemplo, sempre perguntamos quantos membros femininos existem na igreja. Agora estamos perguntando quantos homens, mulheres e membros não-binários/queer existem”, explicou melhor.

“Nunca fizemos essa pergunta, então não sabemos quantas pessoas vão responder”, continuou. 

‘Cerca de 51 mil membros deixaram a igreja em 2021’

A PCUSA também informou que está removendo as definições das seções étnicas e raciais. Além disso, vai adicionar uma seção para rastrear quantos membros estão dentro da faixa etária entre 17 ou 18 anos e não vai mais rastrear quantos estão recebendo educação cristã formal

Embora ainda seja a maior denominação presbiteriana nos EUA, com 1,1 milhão de membros ativos e 8.813 membros de congregações, a PCUSA tem sofrido uma perda no número de igrejas e membros, nos últimos anos. 

Ao apontar para aqueles que estão abandonando a igreja, a PCUSA informou que o número é grande — no início deste ano, foi feito um balanço e houve uma perda de cerca de 51 mil membros em 2021.

Sobre a postura

A Igreja Presbiteriana nos EUA é conhecida por sua postura liberal na doutrina e ordenação de mulheres e membros da comunidade LGBT, como presbíteros e ministros. 

Além disso, a PCUSA apoia o feminismo evangélico, a prática de casamentos entre pessoas do mesmo sexo e acolhe gays e lésbicas praticantes para servir em posições de liderança como ministros, diáconos e presbíteros.



Fonte: Guiame


27/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO