NOTÍCIAS


Hindus invadem culto na Índia e espancam fiéis



No último domingo (20), nove cristãos foram atacados por nacionalistas hindus radicais, em Chhattisgarh, na Índia. 

Os fiéis estavam numa igreja recém-construída, na vila de Koshalnar e, durante o culto, uma multidão invadiu o salão e os radicais começaram a espancar as pessoas com grande violência — nove delas foram hospitalizadas.

Fontes locais relatam que os criminosos cercaram a igreja primeiro, planejando a invasão. Eles exigiram que o pastor e seu irmão deixassem o local. 

De acordo o International Christian Concern (ICC), o pastor indiano, responsável pela igreja, se converteu ao cristianismo em 2013 e, desde então, tem evangelizado a comunidade.

Sobre o ataque

O pastor fundador da igreja em Koshalnar, onde ocorreu o incidente, foi para fora com seu irmão, atendendo ao pedido dos criminosos. Assim que saíram, porém, já foram atacados com cassetetes.

Os hindus extremistas gritavam e xingavam eles, acusando-os de abandonar a fé tradicional. Na sequência, eles entraram na igreja e passaram a atacar os fiéis também. 

As nove pessoas que sofreram ferimentos graves, foram levadas às pressas para o hospital.

Perseguição aos cristãos na Índia

A frequência e a gravidade da perseguição aumentaram muito em Chhattisgarh. Além dos ataques violentos, há outras formas de perseguir e hostilizar os cristãos.

Uma delas é o ataque a túmulos de cristãos. Os corpos dos mortos chegam a ser retirados do túmulo pelos radicais hindus, que justificam suas ações dizendo que que os corpos dos cristãos devem ser enterrados em um cemitério cristão.

No entanto, não existem cemitérios cristãos nas aldeias de Chhattisgarh, que é um dos 11 estados onde as leis anticonversão foram implementadas. 

Essas leis são mal utilizadas por nacionalistas hindus radicais para assediar e intimidar os cristãos. O ICC pede orações pela recuperação dos cristãos indianos que estão feridos e hospitalizados. 

Lei anticonversão na Índia

Em estados onde as leis anticonversão foram promulgadas, como Chhattisgarh, Odisha, Madhya Pradesh, Arunachal Pradesh, Gujarat, Jharkhand, Himachal Pradesh e Uttrakhand, cristãos sofrem amplamente com o abuso de autoridade.

Nacionalistas radicais abusam dessas leis, acusando falsamente os cristãos de converter forçosamente indivíduos ao cristianismo para justificar o assédio e agressão. 

A polícia local muitas vezes ignora a violência perpetrada contra cristãos, devido à falsa acusação de conversões forçadas. Algumas das leis anticonversão estão em vigor desde 1967. 

Muitos cristãos já foram presos sob essas leis na Índia. Em Nodia, por exemplo, um cristão coreano e três cidadãos indianos foram presos enquanto distribuíam alimentos e outros tipos de ajuda aos necessitados, na ocasião dos bloqueios por conta da pandemia por Covid-19. 

Nacionalistas hindus costumam alegar que grupos cristãos usam serviços sociais como escolas e hospitais para forçar hindus a se converterem ao cristianismo. Vale ressaltar que a Índia é um dos lugares mais perigosos para quem se decide por Cristo. O país ocupa o 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2022, conforme a Portas Abertas. 



Fonte: Guiame


22/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO