NOTÍCIAS


Hindus fazem marcha para ‘reconverter’ cristãos na Índia



No estado de Chhattisgarh, líderes da comunidade sahu elaboraram um projeto secreto contra os cristãos da região. Eles usaram a influência política para planejar um grande protesto, na tentativa de “reconverter os cristãos ao hinduísmo”. 

O hinduísmo é uma das religiões predominantes na Índia. Os extremistas hindus acreditam que todos os indianos devem seguir o hinduísmo e que no país não deve haver cristãos, nem muçulmanos. 

Para isso, os líderes enviaram uma carta contra as conversões ao cristianismo na comunidade de sahu. A carta circulou nas redes sociais e mobilizou diversas pessoas no estado de Chhattisgarh contra os cristãos. 

De acordo com a Portas Abertas, os cristãos já foram avisados através de um colaborador local, que informou o escritório internacional sobre a animosidade e ameaças contra a Igreja. Agora, os cristãos estão se mobilizando em oração.

“Despertar Social”

A comunidade sahu ganhou atenção por causa do projeto contra os cristãos. Os líderes planejaram uma marcha — Padyatra, em hindi — ao redor da comunidade para pressionar os cristãos a voltarem para o hinduísmo. 

Outros 33 distritos decidiram fazer o mesmo e chamaram o movimento de “Despertar Social”. Os manifestantes queriam passar de casa em casa para forçar as famílias cristãs à Ghrawapasi —  palavra que, em hindi, significa reconversão —  e significa também “reconciliação com a comunidade”.

Para os indianos, os cristãos e todos aqueles que abandonam o hinduísmo são considerados traidores e são acusados da “má sorte” que atinge a comunidade. O cristianismo é apontado como uma fé estrangeira

‘Governo fundamentalista apoia os extremistas’

Ainda de acordo com a Portas Abertas, o chefe local disse que há inúmeras “denúncias de conversão ao cristianismo” em Sahu e que esses cristãos são os alvos das manifestações. 

O governo fundamentalista apoia os extremistas contra os cristãos. As famílias, cultos e igrejas são vigiados e tratados como uma ameaça às comunidades étnicas na Índia. 

A concentração de ativistas em Sahu criou um ambiente de violência e ameaça aos direitos humanos. Grupos religiosos extremistas pretendem cooperar com as atividades em Sahu, tornando-se uma grande ameaça para os cristãos indianos. 

Os líderes pretendiam realizar o protesto no último domingo (2) mas até agora não há confirmações sobre a realização dos protestos e quantos cristãos foram afetados. 

A organização pede orações pelos cristãos perseguidos e também para que os extremistas “tenham seus olhos abertos, pois carecem da graça de Jesus”.



Fonte: Guiame


05/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO