NOTÍCIAS


Grupo cristão é acusado de "bullying" por tentar construir píer em forma de cruz nos EUA


Ao reconstruir um píer em seu calçadão em forma de cruz, uma comunidade religiosa de Nova Jersey, nos EUA, está provocando reação da comunidade LGBTQ local.

Segundo o site NJ.com, a Ocean Grove Camp Meeting Association, um ministério metodista em operação desde 1869, está substituindo um píer no cais em Coney Island, que foi destruído pelo furacão Sandy em 2012, por um novo em forma de cruz.

O píer no cais Ocean Grove atualmente, destruído após furacão Sandy, em 2012. (Foto de Michael Badger, presidente da Ocean Grove Camp Meeting Association).

“Não pedimos desculpas por isso, adoramos o fato de parecer uma cruz”, disse o chefe de operações da Camp Meeting Association, Jamie Jackson, ao News 12 New Jersey.

“Esta é uma cidade religiosa fundada como tal em Ocean Grove e a maioria das pessoas está animada por podermos ter esse píer moldado dessa maneira para esses propósitos”, continuou.

“Adicionamos as extensões norte e sul para criar oportunidades para melhor salvar vidas, estações meteorológicas, detecção de raios”, explicou Jackson.

Comunidade cristã

Com quase 3.000 habitantes, a Ocean Grove é uma pequena comunidade à beira-mar, localizada ao sul de Asbury Park.

Ela foi fundada há mais de 150 anos como um retiro religioso, e foi governada pela Ocean Grove Camp Meeting Association por um século até que a Suprema Corte de Nova Jersey declarou a carta da associação inconstitucional.

Apesar da decisão da justiça, a associação ainda é dona de todas as terras. Quem compra uma casa em Ocean Grove deve assinar um contrato de arrendamento de terra com o acampamento. Isso significa que enquanto moradores e empresas podem possuir prédios em Ocean Grove, o grupo metodista possui os terrenos, de acordo com NJ.com.

A propriedade da associação também se estende à praia, calçadão e todas as suas atividades.

Localizado a uma curta distância, Asbury Park também já foi um enclave metodista, de acordo com Breitbart. Mas os altos níveis de desenvolvimento à beira-mar na área levaram a mudanças demográficas, o que levou ao desenvolvimento de uma indústria de turismo LGBTQ +, juntamente com hotéis e clubes que atendem à comunidade, informou o canal.

“Membros da comunidade LGTBQ+ da pequena cidade litorânea e aliados estão dizendo que a cruz cruza uma linha, mas muitos têm medo de expressar suas queixas com a Associação de Reunião de Acampamento”, disse Douglas Grote, morador local e pastor presbiteriano aposentado ao  NJ.com. “O píer em forma de cruz parece bullying cristão.”

“Estou tão profundamente preocupado”, disse ele. “E estou tão preocupado com meus vizinhos que estão assustados e intimidados.”

Recursos para reconstrução

No mês passado, a Ocean Grove Camp Meeting Association teve uma cerimônia de inauguração para revelar o novo design do píer.

“O novo design é prático, funcional e uma melhoria em relação ao design anterior”, disse Michael Badger, presidente da Ocean Grove Camp Meeting Association, ao NJ.com.

Ele foi perguntado se o design do píer em forma de cruz cristã foi proposital, Badger disse que o motivo é que é “altamente funcional, para ter a forma que foi projetado para ser”.

A agência relata que o acampamento realizou uma campanha de financiamento privado de três anos para o novo píer chamado “American Treasure”, que arrecadou US$ 550.000 para a construção do píer e suas instalações. Além disso, o grupo também está adicionando US$ 750.000 de seus próprios fundos para atender ao orçamento de construção de US$ 1,3 milhão do projeto.

Após concluído, o cais será acessível ao público gratuitamente. A construção está programada para começar na semana de 12 de setembro, de acordo com a associação.

Como o terreno é propriedade do acampamento, o projeto não precisa passar por nenhuma aprovação municipal.

Ofensas

O advogado Shane Martins, que mora em Ocean Grove, disse ao NJ.com que “muitos moradores ficaram surpresos com o novo design do píer em forma de cruz”.

Martins, que é gay, disse que mesmo não estando pessoalmente ofendido com o design, “não é só sobre mim, há outras pessoas sendo feridas”.

“Uma vez que este cais seja construído como uma cruz, acredito que será o ponto sem volta”, disse ele. “Dizer isso (píer em forma de cruz) não representa o nacionalismo cristão – quem diz isso não está sendo honesto.”

Sem dar detalhes sobre seus comentários ou definir o que ele quis dizer com “nacionalismo cristão”, Martins também não especificou nenhuma objeção que membros da comunidade LGBTQ+ teriam sobre o píer em forma de T.

Moradores animados

Mas nem todos estão questionando o novo design do píer. Muitos outros moradores estão animados com a reconstrução do cais depois após uma década.

“Desde que funcione bem, eu realmente não me importo”, disse Oliver Stebich, de Scarsdale, Nova York, ao News 12. “Estou feliz que algo esteja voltando. Se for em forma de cruz, tudo bem, acho que haverá muito mais espaço de pesca, muito mais pessoas estarão lá fora para aproveitar a água.”

A senadora do estado de Nova Jersey, Holly Schepsi (R) fez um comentário em seu Facebook, observando que a maioria dos pilares são em forma de T.

“Insano que esta seja a matéria principal do NJ.com”, escreveu ela. “A maioria dos píeres em que estive são em forma de T. Acho que NJ tem problemas muito maiores para se preocupar do que tentar cancelar um píer porque pode ser visto como em forma de cruz.”

O repórter do News12 Jim Murdoch também observou em um post no Facebook que “O píer de Coney Island em Nova York tem a mesma forma”.



Fonte: Guiame


30/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO