NOTÍCIAS


Evangelista dinamarquês preso inicia ministério na prisão: “Deus está trabalhando”



O evangelista dinamarquês preso há nove meses na Flórida, nos Estados Unidos, iniciou um ministério na prisão.

Em julho do ano passado, Torben Søndergaard foi detido por um agente do FBI com a Força-Tarefa Conjunta de Terrorismo.

Segundo um porta-voz do Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) à CBN News, Søndergaard foi preso por permanecer no país com seu visto vencido. O líder aguarda uma decisão sobre um pedido de asilo pendente com o governo americano.

Mesmo em meio à dificuldade, Torben está pregando o Evangelho aos presos na prisão do ICE.

Fundador do movimento The Last Reformation, ele relatou que as celas se tornaram locais de estudos bíblicos. O líder distribuiu os materiais do seu ministério entre os detentos.

“Há pessoas agora em outras celas fazendo estudos bíblicos, e isso está crescendo de um lugar para outro. É realmente incrível o que Deus está fazendo aqui e como o Reino de Deus está crescendo”, testemunhou Torben, em sua última atualização divulgado no canal do YouTube do The Last Reformation.

O evangelista, que já perdeu pelo menos 30 quilos desde sua prisão, contou que ele, sua família e sua equipe jurídica sentiram um ataque espiritual nos últimos dias. 

Experiência sobrenatural na cela

“O ataque é real. Ataques em suas mentes e emoções. Somos muito gratos por todas as suas orações, isso realmente significa para nós”, afirmou ele.

Mas, segundo Torben, Deus está agindo por meio da sua provação. “Estamos realmente vendo a mão de Deus em tudo isso de uma maneira incrível. Deus está trabalhando”, declarou.

“Deus está falando comigo quase o tempo todo. Ele está mostrando a verdade sobre o sofrimento, a esperança, a fé, a liberdade, sobre a guerra espiritual em que estamos”.

Søndergaard também contou que tem passado muito tempo a sós com Deus e lendo sua Palavra. Certo dia, algo sobrenatural aconteceu com o evangelista.

Seu novo companheiro de cela, um muçulmano, entrou no local e afirmou, espantado: “Torbem, você está brilhando. Vejo um brilho em você. O que é isto?”.

“Eu fiquei realmente surpreso ao ouvir isso. Eu disse: ‘Deve ser porque eu estive com Deus’”, afirmou Torben.

Ataque ministerial

Em 2016, o ministério de Søndergaard começou a sofrer ataques na Dinamarca, quando o Jesus Center foi investigado por seis diferentes agências governamentais dinamarquesas por diversas situações, desde segurança alimentar a impostos não pagos.

Mesmo as autoridades não tendo encontrado nada de errado, o governo passou a investigar sua família quando eles começaram a estudar em casa.

Segundo informa a CBN News, a TV dinamarquesa se infiltrou no ministério de Søndergaard com repórteres disfarçados para um documentário chamado “Os Melhores Filhos de Deus”.

Assim, eles colocaram o evangelista junto com outros líderes dos chamados ministérios “cristãos radicais” que tiveram sérias falhas morais ou éticas ou até mesmo atividades criminosas.

Søndergaard disse à CBN News que o documentário arruinou sua reputação na Dinamarca.

Mudança para os EUA

O evangelista precisou sair de seu país. Após sua chegada aos EUA em 2019, Søndergaard imediatamente solicitou asilo e estabeleceu sua residência na Califórnia enquanto crescia seu ministério.

Ele não recebeu nenhuma palavra sobre sua inscrição até receber uma carta do Departamento de Segurança Interna, que o convocou para uma reunião em Orlando, no final de junho. 

Na reunião, Søndergaard diz que foi acusado por agentes do FBI de contrabandear armas para os EUA do México, uma alegação que ele nega de todo coração, e algemado.

A equipe jurídica de Søndergaard disse à CBN News que, embora o ICE tenha o poder de deter alguém que tenha um pedido de asilo pendente, é extremamente irregular para o ICE deter alguém com um pedido de asilo pendente sem envolvimento de acusações criminais. 

“Sua equipe jurídica também nos disse que, se a acusação original contra ele estava ultrapassando seu visto, seria irregular ele ser preso por agentes do FBI da Força-Tarefa Conjunta de Terrorismo, e não por agentes da Imigração”, informa a CBN News.

Sua equipe jurídica apresentou um pedido administrativo de libertação ao oficial de detenção do ICE, Alan Young, que tem o poder de ordenar a libertação de Torben da custódia enquanto aguarda o julgamento do seu pedido de asilo.



Fonte: Guiame


11/04/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
SUPER GOSPEL