NOTÍCIAS


“Discernir espíritos é o dom mais importante para o fim dos tempos”, diz missionário



Espiritual, carnal ou demoníaco? Como classificar o que acontece dentro de algumas igrejas, quando alguém se levanta para falar línguas estranhas ou fazer alguns gestos diferenciados? 

De acordo com o missionário Fábio Coelho, líder do movimento Vozes e Trovões, é o dom de discernimento de espíritos que vai ajudar nessa missão. “Temos que discernir qual é a fonte por trás da ação”, explicou durante um vídeo gravado com Douglas Gonçalves do JesusCopy, no começo deste mês.  

O dom citado por Fábio está em 1 Coríntios 12.10, onde diz que “há diferentes tipos de dons” e que eles são distribuídos a cada pessoa conforme o Espírito Santo determina. 

A Bíblia diz que a cada um é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum — “palavra de sabedoria, palavra de conhecimento, fé, dons de cura, poder para operar milagres, profecia, discernimento de espíritos, variedade de línguas e interpretação de línguas”.

‘Imagine no avivamento’

Fábio e Douglas falam sobre a manifestação espiritual que haverá próximo ao fim dos tempos. “Imagine daqui pra frente, o Espírito caindo sobre a Igreja. Imagine no avivamento, os dons se proliferando, as profecias. Como vamos saber o que é de Deus e o que não é?”, questionou o missionário. 

Ao citar Atos, Douglas lembra do “movimento de Deus” quando os apóstolos receberam o Espírito Santo. “Ananias e Safira falsificaram aquele movimento e os apóstolos, movidos pelo ‘discernimento de espírito’ conseguiram ver o que estava por trás”, ele comentou. 

Fábio também citou a escrava que predizia o futuro através de um espírito, mencionada em Atos 16.16: “Ela dizia que, com certeza, aqueles homens eram servos do Deus Altíssimo. Ela falava bem deles”, disse ao lembrar que Paulo expulsou o demônio da vida dela.

 

“Qual a intenção do demônio?”

Ao falar das enganações espirituais nos tempos de Atos, através dos demônios, Fábio questiona: “Qual a intenção do demônio” e respondeu que, no caso de Paulo, “era para enchê-lo de vaidade”. 

Ao expulsar o demônio “Paulo foi preso e surrado porque ele tinha discernimento de espíritos, ele tinha clareza acerca do que havia por trás de uma ação”. 

Tanto o mover maligno quanto o agir do Espírito Santo existem até os dias de hoje e o missionário aponta para um tempo em que haverá mais intensidade de tais manifestações. 

Ao citar o fim dos tempos, ele explica que o “Anticristo vai liderar um sistema onde haverá sinais, prodígios e maravilhas”, conforme mostra o livro de 2 Tessalonicenses 2.8-13. 

O texto diz que “Satanás fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo”, ou seja, contra aqueles que rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar. As pessoas serão envolvidas por “um poder sedutor, a fim de que creiam na mentira”. 

‘Como discernir o que vem de Satanás e o que vem de Deus’?

Levando em conta que, no fim dos tempos, haverá ‘milagres’ vindos de Satanás e sinais provenientes de Deus, Fábio questiona como as pessoas saberão discernir tudo isso. 

Ao lembrar dos sinais que Moisés fez através de Deus, entre eles jogar o cajado que virou serpente, Fábio destaca que os magos fizeram o mesmo: “Eles fizeram a mesma coisa, mas a diferença era a ‘fonte por trás da ação’. Aquilo foi forte”, disse ainda. 

Ele também frisou que os demônios continuam agindo, atualmente, até mesmo nas pessoas presentes nos cultos de domingo. Fábio alerta para a similaridade de uma pessoa que cai endemoninhada e outra que cai pelo poder do Espírito.

“É por isso que temos que buscar esse dom e ter um olhar de amor sobre as pessoas, movidos pela compaixão de Jesus. Precisamos servir essas pessoas, levando libertação a elas”, finalizou ao citar 1 Coríntios 14.12.

“Visto que estão ansiosos por terem dons espirituais, procurem crescer naqueles que trazem a edificação para a igreja”, concluiu.



Fonte: Guiame


24/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO