NOTÍCIAS


“Deus está nos acordando”, diz rabino sobre terremotos e catástrofes



O terremoto na fronteira entre Síria e Turquia resultando na morte de mais de 47.000 pessoas tem sido como um sinal de alerta para estudiosos da Bíblia, que acreditam se tratar de manifestações para despertar a humanidade.

Esse é a posição de um rabino que expressou sua opinião, sugerindo que talvez esses tremores sejam um “sinal de Deus nos chamando para despertar e nos prepararmos para o fim dos tempos”.

Segundo o Israel 365, desde esse evento catastrófico, quase 8.000 tremores secundários afetaram a região, sendo muitos deles sentidos em Israel.

Na manhã de quarta-feira (22), um terremoto de magnitude 4,5 centrado na costa do Líbano foi sentido em Israel, marcando a segunda vez nesta semana que o país liderado por Benjamin Netanyahu foi abalado.

O epicentro foi 18 quilômetros abaixo do nível do mar, cerca de 81 quilômetros a noroeste da cidade costeira israelense de Nahariya.

O tremor foi sentido principalmente no norte do país, mas não houve feridos ou danos.

Na segunda-feira (20), um novo terremoto, de magnitude 6,4, já havia atingido a região da fronteira Turquia-Síria. Esse terremoto também foi sentido em Israel. Seis pessoas foram mortas na Turquia.

Quase 8 mil tremores secundários abalaram a região desde o primeiro terremoto em 6 de fevereiro, que teve 7,8 de magnitude. Mais de 600.000 apartamentos e 150.000 estabelecimentos comerciais sofreram pelo menos danos moderados. O número de mortos desse terremoto é de mais de 47.000.

Profecias

Terremotos são profetizados como uma espécie de termômetro para acompanhar o fim dos dias. Esses fenômenos, assim como vulcões são mencionados claramente pelos profetas como desempenhando um papel no fim dos tempos para preparar o mundo, avalia o Israel 365.

O profeta Ezequiel descreveu os terremotos como anteriores à Guerra de Gogue e Magogue.

“Montanhas serão derrubadas, penhascos cairão e todas as paredes desmoronarão”, afirma o profeta em Ezequiel 38:20.

Alguns rabinos atribuíram esse abalo pré-Magogue ao fato de “Deus entrar na briga”, usando as forças da natureza como suas armas preferidas.

O rabino Pinchas Winston, conhecido por seu blog sobre o fim dos tempos, descreveu a série de terremotos como sendo um sinal significativo. “É Deus nos acordando como crianças sonolentas que se recusam a se levantar para a escola”.

“Todos os ‘especialistas’ afirmam que esta região está atrasada para um grande terremoto”, disse o rabino Winston. “Portanto, todos esses pequenos terremotos são como um alerta. Deve capturar sua atenção e fazer você pensar de forma diferente, talvez reavaliar suas decisões de vida. Deus quer ver quem está acordado e quem fica dormindo”.

“Esta é a maneira de Deus nos fazer passar de uma sensação sonolenta de que tudo está bem para um estado de alerta que é um chamado à ação e uma maneira mais bíblica de pensar sobre a vida e o mundo”, disse o rabino Winston.

“Se você acredita em profecia, se acredita que estamos no fim dos tempos, você vai pular da cama e começar a trabalhar.”

Evidências bíblicas

O rabino Winston destacou que esse padrão de múltiplas catástrofes pode ser encontrado na Bíblia.

“Deus poderia ter trazido uma grande praga no Egito ou poderia ter começado com a praga dos primogênitos”, disse o rabino Winston. “Como temos livre escolha, Deus quer nos ajudar a decidir, dando-nos dicas, uma amostra do que está por vir.”

Ele se referiu ao Papiro Ipuwer datado entre 1991-1803 a.C. que atualmente está exposto em um museu em Leiden, na Holanda. O papiro descreve eventos anteriores no Egito que se assemelham muito às pragas bíblicas.

“Garanto que houve egípcios que atribuíram as pragas a causas naturais”, disse o rabino Winston. “É o mesmo hoje. Apenas nos últimos anos, passamos por uma pandemia e o primeiro conflito europeu desde a Segunda Guerra Mundial que ameaça se tornar global. Agora, temos terremotos ininterruptos no Oriente Médio. Se você não está acordado agora, você não está prestando atenção.”

O rabino Winston explicou que essa ambiguidade subjetiva é característica do Messias da Casa de José.

“É natural para as pessoas que querem ver isso como natural e que se recusam a ver o aspecto milagroso dos eventos e é milagroso para as pessoas que podem ver os milagres pelo que eles são”, disse o rabino Winston.

“Somos ordenados a acreditar na profecia bíblica, no Terceiro Templo e na perfeição do mundo. Para algumas pessoas, será uma surpresa e, para outras, não.”

Próxima fase

O rabino sugeriu que a próxima fase já está prevista. Em relação à atual onda de terremotos, ele mencionou que uma das áreas mais suscetíveis a terremotos no mundo é o Irã, já que o país é atravessado por várias grandes falhas que abrangem cerca de 90% de seu território. Como resultado, os terremotos no Irã são frequentes e altamente destrutivos.

Enquanto a atenção mundial está voltada para os terremotos catastróficos na Síria e na Turquia, um terremoto de magnitude 5,2 atingiu o sudoeste do Irã na terça-feira passada.

Embora não tenham sido relatados feridos neste último evento, isso não foi o caso há quase um mês, quando um terremoto de magnitude 5,9 atingiu o Irã, matando três pessoas e ferindo mais de 800.

Depois do desastre na Síria e na Turquia, as autoridades iranianas divulgaram que aproximadamente 1,4 milhão de unidades habitacionais precárias foram construídas em áreas urbanas, deixando cerca de 22,5 milhões de pessoas em risco.

Alguns especialistas previram que pelo menos um milhão e meio de pessoas morreriam em caso de um terremoto de magnitude 7 em Teerã.

“Todas as peças estão no lugar”, disse o rabino Winston. “O mundo está polarizado porque todo mundo já escolheu o lado que está. Todo mundo que está aqui hoje vai ter um assento na frente para o show final.”



Fonte: Guiame


24/02/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
MIX GOSPEL