NOTÍCIAS


Cristã presa na China louva a Deus com suas algemas: “Esta é a minha coroa de glória”



Um pastor e uma membro da perseguida igreja Early Rain Covenant foram presos por fazerem um culto doméstico, na última terça-feira (17), na China.

De acordo com a China Aid, o pastor Ding Shuqi e a cristã Shu Qiong estavam entre os que participaram de um culto de domingo em 5 de março, que chegou a ser invadido por 10 policiais. 

Anteriormente, o governo comunista chinês fechou a Early Rain Covenant e proibiu seus membros de se reunirem.

Segundo os outros fiéis que acompanharam a prisão em frente a delegacia de polícia de Yongquan, Ding e Shu estavam alegres em sofrer perseguição por Cristo.

Logo depois de ser algemada, Shu Qiong levantou as mãos algemadas e declarou: “Esta é minha coroa de glória”.

Um dos fiéis testemunhou: “Quando me sentei no corredor da delegacia, três policiais à paisana trouxeram o pastor Ding Shuqi. Ding nos viu e disse com um sorriso: ‘Estou detido’”.

Os dois cristãos foram enviados ao Centro de Detenção de Wenjiang para cumprir 14 dias de prisão.

Cartas da igreja perseguida

A igreja Early Rain Covenant enviou cartas à China Aid, pedindo oração e relatando os últimos casos de perseguição que foram alvo.

No dia 15 de março, agentes da Delegacia de Polícia de Caoshijie despejaram o membro Li Benli por “pagamento atrasado do aluguel”. Na quinta-feira passada (16), o pregador Wu Wuqing foi detido em casa novamente.

“Todo o departamento de polícia de Chengdu sabe que existe um grupo de pessoas para quem o culto de domingo é muito precioso. Eles se reúnem para adorar a Deus porque Deus é o rei deles. Eles vivem na terra, mas pertencem ao reino celestial”, escreveram.

Nas cartas, os cristãos perseguidos testemunharam que nada que o governo chinês faça irá separar eles do amor de Deus.

“Nosso prédio da igreja foi destruído. Muitas famílias de crentes são monitoradas. Mas por meio disso, obtivemos uma compreensão mais profunda da preciosidade da sua salvação”, afirmaram. 

E ressaltaram: “Ninguém pode destruir seu templo e ninguém pode impedir sua ressurreição. Pai, foi em vão que os soldados romanos selaram seu túmulo porque você ressuscitou. Também é em vão que o governo chinês confine nossos irmãos e irmãs em casa porque também ressuscitaremos”.

Igreja fortemente perseguida

De acordo com o International Christian Concern, os membros da igreja doméstica são frequentemente perseguidos pelo governo chinês, porque a ERCC é vista como uma “seita” pelas autoridades locais. 

Muitos fiéis já foram persuadidos a deixar a fé cristã no seu local de trabalho, na escola, pelo locatário de suas casas de aluguel. 

Em agosto do ano passado, policiais invadiram a casa de um dos membros da igreja, durante um culto doméstico, e prenderam 28 cristãos, incluindo 10 crianças. 

Os casamentos e funerais da Early Rain Covenant Church costumam ser acompanhados pela presença de policiais locais. 

O pastor da ERCC, Wang Yi, um ex-advogado e ativista, foi condenado a 9 anos de pirsão por “subversão contra o poder do estado” e “gestão de um negócio ilegal”, em dezembro de 2019.

A esposa e o filho do pastor Wang foram isolados do restante da congregação e são monitorados de perto pelas autoridades.



Fonte: Guiame


23/03/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
ADORA TOP