NOTÍCIAS


Creche orienta pais a não chamarem as filhas de 'bonitas' ou 'princesas'



Os pais no Reino Unido estão indignados com uma rede de creches que enviou um comunicado instruindo para que “os pais não chamassem suas filhas de bonitas ou princesas”.

“Eles obviamente têm opiniões muito esquerdistas em termos de política de gênero e acham que têm o direito de dizer aos pais como se dirigir às próprias filhas e o que ensinar a elas sobre seus corpos”, disse o pai de uma criança que estuda no Bright Horizons.

A Bright Horizons é uma das maiores organizações de educação no Reino Unido, que administra centenas de creches e pré-escolas em toda a Grã-Bretanha. 

Os pais da Bright Horizons receberam o que está sendo apontado pela mídia britânica como um “manual combinado” que aconselha os pais sobre a linguagem de gênero e os desencoraja de elogiá-los por bom comportamento.

‘Estão politizando as creches’

“É tão fácil cair nesse padrão de elogiar a aparência de uma garota — ‘Você está tão bonita’ — rotulando seu comportamento como ‘bom’ ou parabenizando-a quando ela faz algo corretamente”, critica o manual ao enfatizar que os pais deveriam refletir sobre como estão criando suas filhas. 

Os pais também foram convidados a “eliminar referências baseadas em gênero” para suas filhas como “princesa” ou “mocinha”. Ou seja, frases do tipo “Uma mocinha não se comporta assim” deve ser eliminada do vocabulário dos pais. 

O guia também aconselha que os pais estejam cientes da linguagem de gênero que sua família pode encontrar e que tenha em suas casas “livros, brinquedos e decorações que não estejam de acordo com os papéis específicos de gênero”. 

Uma mãe que preferiu não se identificar se manifestou contra o manual e disse que o recebeu por e-mail. Ela criticou a Bright Horizons por politizar as creches: “A Bright Horizons está ditando aos pais suas próprias opiniões políticas sobre como criar nossos filhos”, observou. 

‘Deixem as crianças serem crianças’

A Bright Horizons foi fundada nos Estados Unidos, em 1986, como uma prestadora de cuidados infantis para pais que trabalham. O grupo educacional se expandiu desde então, com mais de 700 centros nos Estados Unidos e Canadá e mais de 300 no Reino Unido, de acordo com o site do grupo.

John Hayes, político conservador do Reino Unido, disse: “Este conselho idiota da Bright Horizons (Horizontes Brilhantes) vai escurecer os horizontes das meninas que não podem ser chamadas de bonitas ou se vestir como princesas”. 

Por outro lado, um porta-voz da Bright Horizons tentou se defender descrevendo o guia como “aquele que ajudará os pais a criar filhas para se tornarem líderes confiantes, livres de ‘estereótipos de gênero’ (homem ou mulher) potencialmente prejudiciais”.

Hayes também disse que as crianças precisam simplesmente aproveitar a infância, como tem acontecido por gerações. “Temos que deixar as crianças serem crianças e valorizar sua inocência. Eles precisam parar de ‘pregar’ a elas”, disse sobre as imposições da ideologia de gênero. 



Fonte: Guiame


21/03/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
MIX GOSPEL