NOTÍCIAS


Catástrofe humanitária: Mais de 700 crianças morrem de fome na Somália


De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), a fome deixa a Somália em risco de “catástrofe humanitária”. 

Em entrevista coletiva, Wafaa Saeed, representante da organização no país, diz que: “Cerca de 730 crianças morreram em centros de alimentação e nutrição, entre janeiro e julho deste ano, mas os números podem ser maiores, já que muitas mortes não são relatadas”. 

Na última segunda-feira (5), o diretor do Escritório para Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) da ONU, Martin Griffiths, declarou ao público algumas projeções que indicam que a fome atingirá as regiões de Baidoa e Burhakaba, no centro-sul da Somália, entre outubro e dezembro.

‘As crianças mal conseguiam falar’

Martin se diz chocado com o nível de dor e sofrimento que tantos somalis suportam, ao descrever que viu “crianças tão desnutridas que mal conseguiam falar”. Recentemente, ele esteve em Baidoa, o epicentro da catástrofe iminente. 

De acordo com as projeções da ONU, as condições extremas podem prosseguir ao menos até março de 2023. 

“A região do Chifre da África está a caminho do quinto momento consecutivo de chuvas fracassadas. A fome em 2011 na Somália custou mais de um quarto de milhão de vidas, a maioria crianças”, conforme o G1.


Criança na Somália. (Foto representativa: Flickr/Unicef UK)

Sobre a crise alimentar global

De acordo com o escritor Michael Snyder, conhecido por abordar profundamente temas relacionados ao fim dos tempos, o mundo já vivia uma crise alimentar antes dos acontecimentos atuais.

No dia 6 de março, ele alertou através de um artigo no blog “The Economic Collapse”, que foi divulgado também no Charisma News, que até o final de 2022 “testemunharemos uma escassez muito séria de alimentos em nível global.

O autor fala sobre diversos sinais sobre o tempo do fim em seu livro “7 Years Apocalypse” e diz que o “tempo é curto, por isso “é necessário avisar as pessoas sobre o que acontecerá num futuro muito próximo”.


Crianças somalis. (Foto representativa: Flickr/Unicef UK)

‘As coisas não voltarão ao normal, tudo vai piorar’

“Muitas coisas das quais eu havia falado já aconteceram e tudo vai piorar daqui para frente. Essa guerra [se referindo à Ucrânia e Rússia] vai afetar cada ser humano desse planeta. Se você está esperando que as coisas voltem ao normal, então pare de esperar. A tempestade chegou e as coisas não serão normais no futuro”, avisou. 

Mas, o especialista em fim dos tempos também fala sobre uma esperança em tempos conturbados. “As pessoas precisam de esperança. João 3.16 nos fala da maior esperança que é Jesus. Se você ainda não aceitou Ele como seu Salvador, eu o exorto a fazer isso hoje mesmo”, disse ao apontar para a urgência de um posicionamento diante dos tempos atuais. 

Snyder diz que tem convicção de que “o apocalipse bíblico de sete anos vai chegar antes de percebermos e devemos estar prontos”. Ele compartilhou sobre os sonhos de revelações que teve durante uma conversa no podcast com Steve Greene, do Charisma News.

“Às vezes, Deus nos dá o que é chamado de sonho recorrente, onde você tem o mesmo sonho, várias e várias vezes. Esses sonhos me levaram a proclamar sobre o apocalipse de sete anos”, compartilhou.

Segundo o autor, há um grande propósito por trás das catástrofes que estão ocorrendo. “Multidões vão perceber sua necessidade por Jesus. Acredito que veremos a maior colheita de almas em toda a história humana e o maior mover de Deus que o mundo já viu”, concluiu.



Fonte: Guiame


09/09/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO