NOTÍCIAS


Baleado por muçulmanos, cristão é protegido por Deus de feras na floresta e sobrevive



Um cristão do Quênia, na África, está testemunhando como sobreviveu milagrosamente a uma ataque de muçulmanos em meio aos perigos de uma floresta.

De acordo com o International Christian Concern (ICC), David foi atacado por pastores de camelos somalis, enquanto trabalhava em sua fazenda, em Mutha, na província de Kitui South.

“Por volta do meio-dia, fiquei com sede e decidi caminhar até a próxima fazenda, a cerca de 2 quilômetros de distância, para pegar água potável. Ao longo do caminho, encontrei muçulmanos somalis, conduzindo seus camelos para a fazenda de alguém. Não falei com eles porque costumam matar pessoas que questionam porque estão invadindo as fazendas e pastando ilegalmente”, contou ele, ao ICC.

David achou que o grupo não havia lhe visto, mas os muçulmanos acabaram atirando contra ele.

“Contornei os camelos silenciosamente e, assim que pensei ter escapado ileso, senti uma dor lancinante nas costas e algo como uma pedra saindo de mim”, relatou.

“Eu não caí imediatamente porque sabia que eles viriam e me matariam. Fugi segurando o peito, mas não consegui chegar em casa. Caí debaixo de uma árvore, indefeso e com falta de ar. Eu não pude evitar. Eu estava sangrando muito”.

Sem conseguir se levantar e caminhar, David passou a noite em uma floresta densa, esperando que alguém o encontrasse e o socorresse.

Livrado de ataque de feras

“Eu estava me contorcendo de dor excruciante, com fome e sede e, naquele momento, pedi ao Senhor que simplesmente tirasse minha vida. Nunca estive tão desamparado”, revelou o cristão.

Ele ainda enfrentou o risco de ser atacado por feras, mas testemunhou que foi protegido sobrenaturalmente pelo Senhor.

“À noite, animais selvagens se aproximavam de mim. As hienas das cavernas da floresta rochosa próximas estavam chegando perto de mim e eu queria que elas apenas me devorassem para que eu pudesse escapar da dor que estava passando. Elas nem sequer me cheiraram. Elas vinham me ver e saíam antes do amanhecer”, disse.

Ao meio dia do outro dia, David ouviu pessoas passando, reuniu forças e gritou por ajuda. 

“Elas finalmente me ouviram e vieram. A primeira coisa que pedi foi água. Essas pessoas salvaram minha vida. Eu estava morrendo. Eles me levantaram para que eu pudesse sentar, me deram água e chamaram a polícia”, contou ele.

“Deus me deu outra chance”

Em estado grave, o cristão foi transferido para vários hospitais até encontrar um na capital, que pudesse atendê-lo. 

“Eu sabia que tinha algumas horas de vida, já que os hospitais não podiam me atender. Minha condição estava piorando. Mais uma vez, Deus me deu outra chance e, após três dias cansativos, fui levado para a sala de cirurgia em Nairóbi”, testemunhou.

Após ficar três semanas internado, David recebeu alta e agora está se recuperando em casa.

Segundo o ICC, há anos fazendeiros cristãos são perseguidos por pastores muçulmanos somalis, que invadem suas terras para pastarem seus rebanhos.



Fonte: Guiame


02/12/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
MIX GOSPEL