NOTÍCIAS


Ator alerta sobre agenda anti-Deus: “Há uma batalha pela mente dos nossos filhos”


Kirk Cameron anunciou em entrevista à Fox News Digital que viajará às principais cidades dos EUA para uma série de bibliotecas públicas para levar suas mensagens de fé, liberdade, família e amor ao país.

O ator e escritor acaba de lançar “As You Grow”, seu livro infantil ilustrado com temática cristã, que traz a história de um carvalho ao longo de suas fases da vida.

A história de seu livro incentiva as crianças a desenvolver e compartilhar as virtudes da paciência, alegria, bondade, compaixão, autocontrole e outros valores bíblicos.

O ator decidiu lutar na justiça após mais de 50 bibliotecas públicas nas principais cidades americanas rejeitarem abertamente seus pedidos de leitura de histórias cristãs para crianças ou não responderam aos pedidos de sua editora, disse a Brave Books, editora de Cameron.

Kirk Cameron e seu novo livro infantil “As You Grow”. (Foto: Divulgação Brave Books)

Muitas das bibliotecas que não ofereceram uma vaga a Cameron são as mesmas que apresentaram uma “hora da história da drag queen” ou programas semelhantes para crianças e jovens, de acordo com uma análise dos sites das bibliotecas e listas de eventos.

O ator disse vai rodar as grandes cidades americanas para falar com milhões pessoas que estão “gritando”, disse ele, “para que alguém resista” à cultura woke (“acordada”, em tradução livre) de hoje, ligada ao perfil socialista, que traz políticas identitárias, causas socialmente liberais, feminismo, ativismo LGBT e outras questões culturais.

“Estou pegando a estrada”, disse Cameron à Fox News Digital.

Valores e crenças cristãs

Ele enfatizou que em suas recentes aparições na Biblioteca Pública de Indianápolis em Indianápolis, Indiana, e na Biblioteca Pública de Scarsdale em Scarsdale, Nova York, dezenas de pessoas vieram até ele e o agradeceram por compartilhar seus valores e crenças cristãs.

“Portanto, agora estou indo para Los Angeles, San Francisco, Portland, Seattle, Denver, Chicago, Detroit, Atlanta” e outras cidades, disse Cameron, “onde as pessoas estão clamando por alguém para recuar e se levantar e trazer os tipos de valores que tornaram este país livre e levaram às suas bênçãos.”

E acrescentou: “Quando aquelas 50 bibliotecas woke inicialmente nos negaram a capacidade de vir e fazer uma hora da história e disseram que suas comunidades não estavam interessadas nesse tipo de mensagem, eu não acreditei nelas.”

Então, “quando empurramos dois deles, eles se abriram”, disse ele. “E nós aparecemos e fomos recebidos por milhares de pessoas em Indianápolis e Scarsdale.”

“A mensagem que eu ouvia era: ‘Obrigado por vir à nossa cidade. As pessoas passaram por nós e nos descartaram pensando que queremos que essa máfia woke ensine esses valores aos nossos filhos – e isso não é verdade. Adoramos o que você está trazendo e estamos muito agradecidos por você estar aqui'”, contou o ator.

Além disso, disse Cameron, “recebemos uma enxurrada de e-mails e comentários nas redes sociais com pessoas nos pedindo para visitar suas bibliotecas”.

E então, ele disse: “Estou pegando a estrada – e estou indo”.

‘Vozes ouvidas’

Ele disse que sua visita às bibliotecas públicas provavelmente levará vários meses – e que sua família, incluindo seus pais e sua irmã, Candace Cameron Bure, o apoia em seus esforços para compartilhar a crença nos valores tradicionais em todo o país.

A primeira visita a uma biblioteca pública será em Los Angeles e deve acontecer no sábado, 14 de janeiro, disse ele.

“Estamos entrando nessa imediatamente”, disse Cameron sobre sua nova visita à biblioteca pública, “porque as pessoas estão dizendo que querem fazer parte de algo que está deixando os outros saberem: ‘Não queremos esse lixo woke. Queremos os tipos certos de valores que levam ao florescimento de nossas crianças, nossas famílias e nossas comunidades.”

Cameron e sua editora, Brave Books, observaram que as bibliotecas públicas de Indianápolis e Scarsdale anteriormente realizavam “horas da história da drag queen” em suas instalações – eventos amplamente divulgados nos sites das bibliotecas e em outros lugares.

O livro infantil “As You Grow” de Kirk Cameron conta a história de uma bolota que floresce em um poderoso carvalho e distribui sabedoria aos animais que vivem sob o abrigo de seus galhos. (Foto: Divulgação Brave Books)

“Muitas pessoas estão procurando alguma forma de serem representadas”, disse Cameron. “Eles estão procurando uma maneira de fazer suas vozes serem ouvidas e mostrar o que eles representam.”

E “enxergam esta como uma oportunidade de fazer parte de algo que acreditam poder mudar o país”.

No final do dia, ele acrescentou, “há milhões de cristãos, pais, patriotas e americanos preocupados que percebem que estamos em uma batalha pelos corações e mentes de nossos filhos”.

“E vamos levá-los de volta uma hora de história de cada vez – se for preciso.”

Resposta a gritos de pais e avós

Ele disse que seu editor sabe como trabalhar com as bibliotecas públicas dos Estados Unidos para garantir o tempo de leitura de livros de histórias.

“Estamos respondendo aos gritos de pais e avós, e até de professores e bibliotecários de escolas públicas“, disse ele, “que estão dizendo: ‘Por favor! Nos sentimos amordaçados, intimidados e silenciados pelos sindicatos e outros grupos que não representam os valores e desejos das pessoas'”.

E “acho que se você apenas olhar para o número de pessoas que compareceram ao que trouxemos, em comparação com o que outros grupos trouxeram, acho que isso fala por si”, disse ele.

“Havia milhares de pessoas”, enfatizou ele, mesmo quando a Biblioteca Pública de Indianápolis, por exemplo, declarou em sua conta no Twitter que o número de pessoas que compareceram ao Cameron, mesmo lá na quinta-feira, 29 de dezembro, foi muito menor do que isso.

“Isso é o que você faz”, disse Cameron, a respeito desse comentário, “quando as coisas não estão pendendo a seu favor.”

‘Chega’

Ele também observou: “Mas claramente havia milhares de pessoas. Temos tantos comentários e depoimentos de pessoas que realmente estiveram nos eventos que contaram as pessoas lá – e algumas que estavam dizendo que havia mais de 2.500 pessoas, que era mais de 3.000 ou mais” na biblioteca de Indianápolis, relatou o ator.

Sobre os eventos da biblioteca que está realizando, declarou: “Isso é único. E uma das coisas que aprendi com isso é que há tantas pessoas que estão muito ocupadas, cuidando de suas famílias, indo trabalhar. Eles amam este país e eles veem os valores neste país se deteriorando e a política sendo corrompida.”

“E eu me perguntei: Bem, onde está a linha quando as pessoas finalmente dirão: ‘Chega. Chega’? E parece que essa linha é traçada com muita clareza nos corações e mentes de seus filhos, especialmente os pequeninos”, disse Cameron.

“Muitas pessoas não comparecem às urnas para votar. Muitas pessoas mandam seus filhos para escolas públicas mesmo sabendo que essas escolas não representam seus valores.”

Mas “quando você vem buscar os filhos deles na hora da história”, disse Cameron, “e envia homens com lingerie feminina, maquiagem de palhaço e perucas para ler histórias sexualizadas para eles – parece que essa é a frase em que mães, pais e avós estão dizendo, ‘não mais.'”

“Miss Kitty Litter” lendo histórias para crianças em um evento realizado pela Biblioteca Pública de Austin, Texas, EUA. (Foto: Cortesia da Mass Resistance)

“Uma avó em lágrimas” se dirigiu ao ator dizendo que está preocupada com o que está acontecendo com seu país, disse Cameron.

Ele acrescentou: “E então, se é onde tem que ser – então é onde lutamos”, disse ele.

E “Vou liderar o ataque com a hora da história”, disse ele.

Ideologias anti-Deus

O ator disse ainda que “a percepção pública geralmente não é realidade. E eu sei disso em Hollywood, a terra do faz de conta – onde a percepção não é realidade. E a percepção no país é que todos são a favor da agenda transgênero, que todos são progressistas em seus valores e que querem apoiar ideologias anti-Deus e anti-americanas. E isso não é realidade”, disse ele.

“E quando fui às bibliotecas, vi a realidade. Ou seja, milhares de mães e pais, cidadãos preocupados, pessoas de fé e caráter, querendo cantar ‘God Bless America’ no meio da biblioteca pública.”

Cameron disse que “por mais que eu ame o livro que escrevi e tudo o que a Brave Books está fazendo com este livro e outros livros, não esperava que isso despertasse um gigante adormecido de pais e avós que querem se juntar a esse exército de compaixão para proteger nossos filhos.”

Ele observou que a Brave Books lançou dezenas de livros que acontecem na Ilha da Liberdade – “e a Ilha da Liberdade representa os Estados Unidos da América”, disse Cameron.

“É isso que somos – uma ilha de liberdade no mundo. Somos o lugar onde mora a liberdade. Estamos cercados por outros lugares que não têm as liberdades que temos.”

Sabedoria bíblica

Disse Cameron: “E eu sinto que é isso que estamos fazendo. Estamos liderando uma investida na linha de frente da hora da história infantil para salvar ‘Ilha da Liberdade’. Então, quando as pessoas leem essas histórias todos os meses [da série de assinaturas Brave Books] – sobre honestidade, exposição da corrupção, gênero, sabedoria bíblica e muito mais – isso dá às famílias um fluxo constante de recursos para poderem ensinar seus filhos como manter a Ilha da Liberdade livre.”

Cameron acrescentou: “Existem muitas bibliotecas na América – cerca de 9.000 – e vamos para aquelas que parecem ser as mais necessitadas”.

Um porta-voz da Brave Books confirmou no domingo: “Nos próximos meses, estaremos viajando e tentando alcançar o maior número possível de bibliotecas. Estamos todos envolvidos nisso.”

Trent Talbot, CEO da Brave Books em Houston, Texas, disse à Fox News Digital: “Kirk Cameron e Brave Book estão lutando para garantir que a América tenha uma geração baseada na verdade e moral forte – para que eles estejam preparados para a luta que está à frente deles.”



Fonte: Guiame


11/01/2023 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO