NOTÍCIAS


Após ter visão de Jesus, satanista desiste de suicídio: “Senti o amor de Deus”


O americano Samuel Bishop cresceu em um lar disfuncional. Seu pai era um alcoólatra violento que vivia entrando e saindo da prisão, e sua mãe era viciada em drogas, criando ele e seu irmãos em um trailer em más condições.

“Algumas das minhas primeiras lembranças eram de baratas rastejando em mim enquanto eu dormia. Foi simplesmente terrível. Sempre havia essa sensação de caos em toda a casa”, contou Sam, em entrevista ao The 700 Club.

Aos quatros anos ele foi enviado a um orfanato, onde passou dois anos sendo adotado e devolvido por várias famílias.

Em meio ao caos, o menino sentiu que não era amado e aceito por ninguém. “Bem, se ninguém quer me aceitar, talvez não haja nada que valha a pena aceitar em mim. Se meus pais não podem me amar, o que eu realmente valho?”, se perguntou.

Mergulhando nas drogas e na depressão

Morando com o pai, com apenas 15 anos, Samuel estava usando drogas, bebendo e lutando contra uma depressão.

“Sempre houve essa sensação esmagadora de que a vida nem valia a pena ser vivida. Eu constantemente sentia essa pressão suicida. À medida que minha depressão piorava, eu estava começando a usar essas coisas regularmente porque não aguentava quando estava sóbrio”, revelou ele.


Sam Bishop havia perdido a esperança de viver até encontrar Jesus. (Foto: YouTube/The 700 Club).

Após se formar no ensino médio, o jovem se alistou no exército, numa tentativa de mudar de vida, mas foi dispensado depois de dois meses.

“Eu estava realmente atacando as pessoas, eu briguei. Eles disseram: ‘Você não está mentalmente apto para ser um soldado por causa de seus problemas de abuso de substâncias e porque sua depressão e ansiedade são muito sérias’”, contou Sam.

Sem esperança de viver

Então, o jovem mergulhou em drogas mais pesadas, como heroína e metanfetamina. Aos 19 anos, ele já havia perdido a esperança e acreditou em mentiras sobre Deus.

Sam pensou: “Deus só te ama quando você está indo bem, apenas enquanto você está fazendo o bem. No minuto em que você sai da linha, Deus quer te derrubar e destruir. Então, eu percebi que eu nem quero me incomodar em tentar porque as expectativas de Deus são muito altas para mim”.

Foi então que Sam conheceu uma mulher, que era uma alta sacerdotisa da Wicca, que o apresentou ao ocultismo. 

No satanismo, o jovem acreditou que teria o controle e a autoestima que tanto desejava. 

Buscando respostas no ocultismo

“Havia manifestações, como se as coisas se movessem. Eu fazia um feitiço ou um ritual e via algo acontecer como resultado e pensava: ‘Cara, estou no controle’.  Eu adorava aquela sensação de ‘eu tenho poder’”, confessou Samuel.

Em dezembro de 2018, ele fez uma aliança de sangue com Satanás. Imediatamente depois, o jovem percebeu que havia cometido um erro.

“Eu senti naquele momento um vazio completo, como se não houvesse nada em mim. Eu me senti: ‘Ok, não há mais perdão. Você está indo para o inferno agora'”, afirmou.

Na manhã seguinte, o satanista decidiu que tiraria sua vida no final daquele dia. Porém, enquanto ia para o trabalho, ele teve uma visão.

Encontrando amor em Jesus


Hoje, Sam é pastor de jovens e conselheiro para dependentes químicos. (Foto: YouTube/The 700 Club).

“Eu tive essa imagem mental. Foi a coisa mais louca do mundo: foi Jesus. Comecei a pensar: ‘Talvez Ele me perdoe. Isso é melhor do que para onde estou indo'”, relatou.

Mais tarde, quando chegou em casa, o jovem pesquisou na internet por versículos bíblicos para renunciar ao pacto com Satanás.

“Comecei a falar esses versículos como: ‘Deus fará com que você pise em serpentes e escorpiões e em todo o poder do inimigo’. Eu peguei todas as minhas cartas de tarô, meus incensos, meus livros sobre bruxaria e os levei para fora e joguei fora. E disse: ‘Deus, eu sei que não mereço ser perdoado. Mas se você quer me perdoar, estou pedindo a Deus. Preciso de uma nova vida’”, contou.

“Quando entrei, senti a nova presença na sala. E pensei: ‘Isso é tão diferente. Não é pesado aqui. Não há depressão, me sinto vivo, me sinto animado’”.

Liberto para uma nova vida

Samuel foi liberto das drogas e curado das doenças mentais na mesma hora. “No minuto em que cheguei ao Senhor, tudo isso decolou e eu sabia que estava perdoado, que eu estava limpo. Eu sabia que Deus havia me dado uma nova vida”, testemunhou ele.

O ex-santista foi transformado por Deus e se tornou cristão. “Senti o amor e alegria de Deus. Recebi aceitação e foi diferente de tudo que já tive em toda a minha vida. Foi tão maravilhoso e eu sabia que era uma nova pessoa”, declarou.

Hoje, Sam é casado e atua como pastor de jovens e conselheiro, ajudando dependentes químicos. “Agradeço a Deus por tudo o que Ele fez na minha vida e é uma bênção poder alcançar as pessoas”, disse ele. 

E concluiu: “Não importa o quão longe de Deus você esteja, o quão longe você foi com o diabo, você sempre pode voltar para Jesus. Se eu fui salvo e perdoado por Deus, qualquer um pode ser “.

 



Fonte: Guiame


17/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO