NOTÍCIAS


Após sonharem com Jesus ao mesmo tempo, família muçulmana se converte e cria igreja no Irã


Amin, um homem persa, cresceu no Irã seguindo o islamismo e orando cinco vezes ao dia como todos os muçulmanos. Na tentativa de falar com Alá, ele repetia versos em árabe.

“Um dia comecei a pensar, se Alá é Deus, ele deveria saber que eu não sou árabe – sou persa e falo farsi, então por que ele espera que eu fale com ele em outra língua, que é o árabe?”, contou ele, em entrevista ao Eternity News.

“Aquele momento foi uma revelação quando eu estava orando como um muçulmano, eu disse: ‘Deus, se você está vivo, se mostre para mim. Eu quero falar com você do fundo do meu coração e não faz mais sentido para mim falar com você em outro idioma’”.

Durante sete dias, Amin não fez as rezas islâmicas e, na sétima noite, Jesus se revelou a ele em sonho.

“Ele tinha roupas e cabelos compridos, de cor branca. Ele chamou minha mãe pelo nome dela e disse: ‘Mariam, este é Jesus Cristo’ em farsi. Ele disse: ‘Quero dar a você dois papéis brancos e passá-los para Amin e Elham’. Meu nome é Amin e o nome da minha irmã é Elham. Estávamos atrás da minha mãe e ela passou os papéis para nós”, disse.

Jesus se revela a todos na mesma noite


Amin e sua família se converteram após sonharem com Jesus. (Foto: Eternity News).

Amin acordou e olhou as horas no relógio, eram 5h da manhã. Enquanto o muçulmano se questionava sobre o sonho com Cristo, ele ouviu sua mãe e irmã chorando no outro quarto.

Ele levantou e perguntou o que havia acontecido. “Elas disseram: ‘Tivemos um sonho com Jesus Cristo. Alguns minutos atrás nós acordamos’. Eu disse: ‘Eu também tive um sonho com Ele, por favor, compartilhe comigo’”, contou.

Depois de ouvir o relato da mãe e da irmã, Amin entendeu que todos haviam sonhado com Jesus ao mesmo tempo naquela noite.

“Eu apenas dobrei meus joelhos e comecei a chorar com elas. Eu tinha certeza que Deus queria fazer alguma coisa e senti a presença do Espírito Santo na sala. Eu não sabia disso, mas senti que algo está se movendo na casa”, testemunhou ele.

No dia seguinte, às 10h da manhã, um amigo da família os visitou e colocou um Novo Testamento na mesa, assim que entrou na casa.

Evangelizador enviado por Deus

“Quero falar com vocês sobre Jesus Cristo. Ele não é apenas um profeta. Ele é o filho de Deus. Ele morreu na cruz e ressuscitou ao terceiro dia”, pregou o cristão.

Então, a mãe de Amin disse: “Por que você está falando sobre Jesus hoje? Por que você não nos contou antes? Tivemos um sonho ontem à noite com Jesus Cristo”.

Ao ouvir o sonho da família, o amigo começou a chorar alto. Ele explicou que Deus tinha planejado tudo o que havia acontecido para que eles conhecessem o Evangelho.

“Você disse que às 5 da manhã teve aquele sonho, e às 5 da manhã, eu ouvi a voz do Senhor Jesus Cristo, com meu ouvido físico. Ele disse: ‘Levante-se meu filho, e vá para a casa de Amin. Eles estão prontos para ouvir minha Palavra’”, revelou o cristão.

Tocados pelo Espírito Santo, toda a família se rendeu a Cristo naquele momento. “Não podíamos negar, sabe? Foi muito difícil esquecer o que aconteceu. Todos nós entregamos nosso coração ao Senhor Jesus Cristo e o aceitamos como nosso Deus e nosso Salvador”, declarou Amin.

Então, o cristão conectou a família à pastores iranianos, que os discipulou e fez cultos domésticos em sua casa.

Igreja clandestina

“Ele nos deu Bíblias e começamos a aprender e nos sentimos muito abençoados e começamos a adorar. Eles trouxeram um projetor e colocaram canções de adoração na parede. E experimentamos libertação de demônios, curas, coisas incríveis como no livro de Atos”, afirmou Amin.

Nos cultos domésticos, a família recém convertida tomava alguns cuidados para não serem pegos pela Polícia Religiosa Iraniana. Eles removiam a bateria do celular e colocavam o corpo do aparelho em uma panela fechada na cozinha.

“Porque mesmo que a bateria esteja desligada, eles ainda podem ouvir. E a polícia religiosa iraniana é muito forte”, explicou Amin.

Com o tempo, a casa da família se tornou uma igreja clandestina e eles começaram a pregar o Evangelho para amigos e parentes. Muitas pessoas foram curadas e salvas por Jesus.

Depois de sofrer perseguição por levar muitos muçulmanos à Cristo, Amin precisou sair do Irã e se refugiar na Austrália, junto com sua esposa.

“Mamãe e meu pai estão em Cristo, lutando por sua fé e estão quietos. Eles têm que ter cuidado. Quero que oremos por eles, e oremos para que as portas do Irã sejam abertas para que eu possa voltar pelo menos por alguns meses para ajudá-los”, concluiu Amin.


Amin, sua esposa e seu filho. (Foto: Eternity News)



Fonte: Guiame


14/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO