NOTÍCIAS


A profecia escondida em Ezequiel sobre a guerra da Rússia



Filho do homem, volve o rosto contra Gogue, da terra de Magogue, príncipe de Rôs, de Meseque e Tubal; profetiza contra ele (Ezequiel 38:2)

No hebraico original as palavras deste versículo chamam a atenção para o “chefe ou príncipe de um exército da cidade da montanha” (por isso muitos estudiosos afirmam ser incoerente acreditar que este versículo esteja falando da antiga União Soviética.

Hoje o território Russo é exatamente separado do restante do leste Europeu pelos montes Urais, uma das maiores cordilheiras da Europa. O sudeste da Rússia é a região mais montanhosa do país. Portanto, sim a Rússia é um país montanhoso e extenso, com um dos maiores e mais potentes exércitos do mundo.

Este texto fala claramente de uma preparação para uma guerra de proporções mundiais envolvendo nações e que na época de Ezequiel possuíam até mesmo um homem de nome “PUTE” como vemos em Ezequiel 38:5 “persas e etíopes e Pute com eles, todos com escudo e capacete;”

Apesar da resistência de muitos estudiosos, este texto claramente sinaliza o que está acontecendo com a atual Guerra entre Rússia e Ucrânia como uma semente de uma guerra mundial para os finais dos tempos.

Naquilo que costumo chamar de espiral profética. O texto parece reascender aos dias de hoje com uma impressionante exatidão cronológica usada nas palavras do profeta Ezequiel. Vejamos:

Prepara-te, sim, dispõe-te, tu e toda a multidão do teu povo que se reuniu a ti, e serve-lhe de guarda. (Ez 38:7)

Putin estava fazendo exercícios de guerra próximo da região da Ucrânia quando em 24 de fevereiro invadiu a região, uma guerra que a Rússia escalou desde 2014 quando anexou a região da Crimeia que pertencia à Ucrânia.

Depois de muitos dias, serás visitado; no fim dos anos, virás à terra que se recuperou da espada, ao povo que se congregou dentre muitos povos sobre os montes de Israel, que sempre estavam desolados; este povo foi tirado de entre os povos, e todos eles habitarão seguramente. (38:8)

Este texto deixa implícito que nos finais dos tempos (anos atuais) ele (Putin) se voltaria contra a região recuperada de uma guerra. A Ucrânia é um dos países que mais viveu intensidade de guerras internas e agora externa nos últimos 100 anos. Seu povo é o ajuntamento de vários povos do leste europeu. Por isso seu povo bélico é um povo forte e resistente. Um povo, como diz o profeta, “recuperado da espada”. Em Kiev, sua capital, a história da Ucrânia se mistura com a história de boa parte do povo judeu também. A maioria dos sobrenomes ucranianos são de judeus.

Então, subirás, virás como tempestade, far-te-ás como nuvem que cobre a terra, tu, e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo. (38:9)

Aqui fala de uma guerra de invasão repentina. E que chamará a atenção do mundo inteiro, pois muitos tomarão partido pela guerra.

Assim diz o Senhor Deus: Naquele dia, terás imaginações no teu coração e conceberás mau desígnio; (38:10)

Aqui o texto deixa claro que há uma atitude má no coração de Putin, e que ele está fazendo isso com uma motivação maligna.

…e dirás: Subirei contra a terra das aldeias sem muros, virei contra os que estão em repouso, que vivem seguros, que habitam, todos, sem muros e não têm ferrolhos nem portas; (38:11)

Essa terra invadida é uma terra onde seus habitantes estão tranquilos vivendo a normalidade da vida. Onde não estão necessariamente preparados para uma guerra. Grande parte do povo ucraniano procurou garantia dessa paz em outros países com o maior êxodo na Europa depois da segunda guerra mundial.

Mais uma vez a Bíblia se torna luz para entendermos que Deus continua soberano sobre a história humana. Sim a Bíblia revela as coisas aos seus filhos (Dt 29:29) e precisamos ter o nosso coração disposto à ouvir a voz de Deus para os últimos dias.

Sabemos que dias difíceis aguardam a humanidade. Mas também serão dias de grande alegria e regozijo para os que esperam no Senhor. A guerra tende a crescer e se tornar uma escalada mundial de conflito atômico. Nada disso está obscuro. Jesus nos advertiu sobre os últimos dias.

Portanto mais do que nunca, nosso clamor deve ser: Que Ele Venha! Maranata Jesus! Que o Senhor ilumine seus filhos e que o coração dos incrédulos se converta à soberania de Deus na história. Que Deus console ucranianos e russos que sofrem com esta guerra e que o Espírito de Deus convença o mundo do pecado da justiça e do juízo.

Bruno dos Santos é um teólogo português, com especialização em desenvolvimento de líderes e grande prática acadêmica em Antigo e Novo Testamento. Autor de diversos artigos e livros, colunista do Guiame e palestrante em diversas áreas sócio teológicas. Casado com Thais Dimitrio, moram na Holanda juntamente com seus cinco filhos.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: O Evangelho das galáxias: Deus e a vida extraterrestre



Fonte: Guiame


03/10/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO