NOTÍCIAS


“A mãe é mulher, o pai é homem. Deixem nossos filhos em paz”, diz premiê da Hungria



Durante um discurso aos conservadores americanos, no Texas, o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, exortou europeus e americanos para que “unam suas forças” para “dar um grito de guerra” contra os pensamentos progressistas.

Entre esses pensamentos, ele citou a ideologia de gênero ao falar sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo e o quanto a “mídia de esquerda” tem trabalhado para propagar o liberalismo. 

Orbán deixou claro ao público que tem coragem de abordar questões delicadas sobre gênero e choque de civilizações. “Um político cristão não pode ser racista”, disse ao acusar os progressistas de tentar separar a civilização ocidental de suas raízes cristãs.

Consequências do afastamento do cristianismo

“Se você separar a civilização ocidental de sua herança judaico-cristã, as piores coisas da história acontecem. Sejamos honestos, as coisas mais malignas da história moderna foram realizadas por pessoas que odiavam o cristianismo”, ele apontou. 

Depois ele ainda advertiu: “Os horrores dos nazistas e comunistas aconteceram porque alguns estados ocidentais da Europa continental abandonaram os valores cristãos e os progressistas de hoje estão planejando fazer o mesmo”.

“Eles querem desistir dos valores ocidentais e criar um mundo novo, um mundo pós-ocidental. Quem vai detê-los se não o fizermos?”, lançou a questão. 

“Mãe é mulher, pai é homem… Ponto final!”

O líder húngaro caracterizou a Hungria como uma “nação do tamanho de Davi” contra o “Golias globalista” e foi apoiado aos gritos. Orbán também alegou que a família está sob ataque de progressistas e disse que as crianças devem ser protegidas das “coisas tóxicas” da ideologia de gênero. 

Ele acrescentou que um referendo na Hungria “rejeitou os programas de orientação sexual nas escolas sem o consentimento dos pais” e disse que a constituição protege o casamento tradicional. 

“Resumindo: a mãe é mulher, o pai é homem. Deixem nossos filhos em paz. Ponto final. Fim de discussão!”, disparou. Essas palavras ditas com firmeza fizeram a multidão levantar para aplaudi-lo com entusiasmo. 

Sobre o encontro dos ativistas conservadores

O primeiro-ministro da Hungria se encontrou com o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, em Nova Jersey no início desta semana e, na quinta-feira (4), fez o discurso de abertura da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) em Dallas, no Texas.

O encontro dos ativistas conservadores, que começou na quinta e vai até sábado (6), foi organizado pela União Conservadora Americana, que se define pelo slogan: “Defendendo a Liberdade. Salvando a América”. 

Os conservadores definiram o encontro como “o maior e mais influente do mundo”. O evento contará também com a participação do governador do Texas, Greg Abbott e dos senadores Ted Cruz, do Texas, e Rick Scott, da Flórida.

Apesar da admiração dos conservadores por Orbán, ele também tem sido apontado como “uma das figuras mais controversas” que busca consolidar seu próprio poder. Alguns de seus comentários foram classificados como racistas.

Porém, ele continua ganhando popularidade entre conservadores e cristãos quando critica globalistas e progressistas: “Vimos que tipo de futuro a classe dominante globalista tem a oferecer. Mas temos um futuro diferente em mente. Os globalistas podem ir para o inferno. Eu vim para o Texas”, concluiu. 



Fonte: Guiame


05/08/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO