NOTÍCIAS


50 mil Bíblias são enviadas para igrejas chinesas na fronteira com a Rússia



50 mil Bíblias estão sendo enviadas para igrejas chinesas em Moscou, na fronteira da Rússia com a China, em uma nova estratégia para abastecer o país comunista com a Palavra de Deus.

A “Bibles for China”, uma organização missionária que envia exemplares das Escrituras a China, planejava distribuir as Bíblias ao longo da fronteira, mas a Guerra da Ucrânia explodiu e impediu o plano.

“Nosso objetivo era distribuir Bíblias ao longo da fronteira China-Rússia no lado russo para chineses que faziam negócios na China. Esperávamos que alguma Escritura pudesse chegar às casas dessas pessoas na China”, contou Kurt Rovenstine, presidente da “Bibles for China”.

Imprevisto durante a Guerra da Ucrânia

Com o conflito, distribuir Bíblias em outras partes da Rússia se tornou impossível. O principal contato da organização no país acabou fugindo para escapar do recrutamento da guerra.

“Estávamos mantendo a esperança de que poderíamos concluir o projeto como foi projetado. Mas recentemente decidimos que o melhor curso de ação não é manter Bíblias em um depósito. Isso não faz o menor sentido”, afirmou Kurt.

Assim, a missão mudou sua estratégia e forneceu as Bíblias à igrejas chinesas na região de Moscou, para serem usadas em treinamentos e evangelismo.

“A intenção é que eles voltem para a China, deixem sua Bíblia com familiares e amigos e voltem para receber outra”, explicou Kurt.

E refletiu: “Muitas vezes penso que, como americanos, montamos um plano que, em nossa mente, é perfeito. E, de repente, tivemos um soluço ao longo do caminho. Podemos esquecer que Deus pode trabalhar em qualquer cenário”.

A “Bibles for China” também planeja enviar Bíblias para comunidades chinesas espalhadas em outros países.

“Essa é uma das coisas que estamos considerando em nosso futuro: pequenos projetos em países ao redor do mundo onde existem essas grandes populações de chineses e dar a eles Bíblias”, comentou Kurt.

Aumento da repressão ao cristianismo

Em março deste ano, uma nova lei na China entrou em vigor, tornando ilegal a criação ou compartilhamento de qualquer conteúdo religioso online.

Dessa forma, todo tipo de encontro online de cunho religioso, desde uma simples reunião até uma pregação são atos considerados “fora da lei”.

Para postar ou compartilhar qualquer conteúdo online é necessário uma ‘Permissão de Serviço de Informação Religiosa da Internet’. Na prática, estes só serão disponibilizados para as igrejas já ‘legalmente estabelecidas’. 

Mesmo assim o conteúdo será examinado de perto, para garantir que a mensagem esteja de acordo com os ensinamentos do Partido Comunista Chinês. Todas as outras igrejas clandestinas estão efetivamente sendo expulsas da internet.

Em maio de 2021, aplicativos da Bíblia e sites cristãos foram fechados na China. As autoridades também retiraram as contas públicas do Christian WeChat.

Enquanto os aplicativos bíblicos foram removidos da App Store, as Bíblias impressas não estão mais disponíveis para venda online.

 



Fonte: Guiame


03/11/2022 – Destak Gospel

COMPARTILHE

SEGUE A @DESTAKGOSPELFM

(21) 98232-3994

destakfm@msn.com
Rio de Janeiro

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO